Muro de Berlim e a East Side Gallery

Muro de Berlim

A East Side Gallery sem dúvidas é um dos lugares que eu mais gostei de visitar em Berlim, um trecho de mais de mil metros do antigo muro, preservado e que reúne centenas de obras em cada um dos seus lados.

É lá que estão grafites famosos como o “Beijo Comunista”, “Mein Gott hilf mir, diese tödliche Liebe zu überleben – Meu Deus, ajuda-me a sobreviver a este amor mortal”, e o “Test the rest”, com um antigo Trabante derrubando o muro. E é justamente esse tipo de arte de protesto que ilustra grande parte desse trecho do Muro de Berlim e na época, lá no final dos anos 80 e começo dos anos 90, ajudaram a documentar as mudanças vividas na Alemanha e principalmente na cidade após a queda do muro.

Test the rest com um Trabant

Test the rest com um Trabant

East Side Gallery, dizem ser a maior galeria de arte ao ar livre do mundo, foi criada em 1990, apenas 4 meses após a reunificação da Alemanha. Ela fica no bairro de Friedrichshain-Kreuzberg, na rua Mühlenstraße, é um pouco afastada das partes mais turísticas da cidade, mas com a incrível rede de metrô e trens da cidade, tudo fica muito perto.

A galeria fica na margem do Rio Spree

A galeria fica na margem do Rio Spree

A galeria fica ao lado do Rio Spree, o que garante um por do sol lindíssimo em dias de tempo bom, o bairro lembra muito Candem Town em Londres, por conta das manifestações artísticas e alternativas, mas o que eu senti, é que essa área de Berlim vem passando por uma grande transformação.

E sempre tem músicos incríveis

E sempre tem músicos incríveis

Estão saindo os prédios da era soviética para dar lugar a prédios de luxo, não é atoa que o O2 World, a arena de shows e eventos de Berlim fica bem ali e com isso, o bairro vai perdendo sua autenticidade.

Com o passar do tempo, é de se imaginar que muitos grafites sofreram desgaste ou foram até mesmo vandalizados. Desde 2009 algumas obras mais importantes vem sendo restauradas, mas isso causou uma enorme polêmica pois muitos artistas se recusaram a permitir que suas obras fossem retocadas. Arte de rua é arte de rua, sujeita as intempéries do clima.

Outro ponto bem delicado é que muitas obras são reproduzidas e vendidas como souvenir sem autorização até mesmo em lojinhas ao lado do muro.

Restos da DDR

Restos da DDR

Quem caminhar até o fim da galeria, pelo lado de dentro na margem do Rio Spree, vai ver mais um pedacinho da era soviética, uma torre de vigilância da RDA (República Democrática Alemã) ou em Alemão, a temida DDR (Deutsche Demokratische Republik).

Um das coisas que mais me fascina em Berlim é caminhar no meio da história e como é algo tão fresco, tão em constante transformação, que a gente acaba fazendo um pouco de parte disso.

berlim_1

Ao fundo a enorme torre de TV da Alexanderplatz

berlim_3

O trecho da esquerda foi removido para facilitar o acesso ao O2 World

berlim_5

Um dos muitos grafites

berlim_6

Recadinho de algum brasileiro

berlim_7

Grafite retratando a tentativa de fuga

berlim_8

E prédios de luxo tomando a área

berlim_9

Existe amor em Berlim

berlim_11

Mais um trecho já perto do fim do muro

berlim_13

Foto clichê do dia: Eu no beijo comunista

berlim_14

Eu também amo

berlim_15

Por fim, mas não menos importante

Leia também:
Todos os posts sobre Berlim
Todos os posts sobre a Alemanha

Como chegar:
Você pode ir de trem ou metrô até a estação Warschauer Strasse, que é servida pelas linhas S5, S7 e S75 do S-Bahn (o trem), ou pela linha U1 U-Bahn (o metrô). Também dá pra ir de Tram, a linha M10 passa em frente ao ponto onde começa a galeria.

Saindo da estação, é só seguir reto pela Rua Oberbaumbrücke, logo a frente você vai ver a ponte de tijolos com duas torres por onde o U1 passa e pronto, você encontrou o começo da East Side Gallery


Sigam o Vou na Janela no Facebook e no Instagram


 

Share on FacebookTweet about this on TwitterShare on Google+Pin on PinterestPrint this page
mm

Fabricio Moura

Meu nome é Fabricio, moro em São Paulo, sou designer e apaixonado pelo mundo. Descobri que viajar é se perder e se encontrar. Se conhecer melhor e se amar mais. Acumular histórias e experiências. Vamos?

2 Comentários

  • Responder fevereiro 5, 2016

    Nadia Brauwers

    Adorei Berlin. Não visitei este lado…PRECISO voltar…Obrigada, mais uma vez e sempre!

  • […] em muro, no bairro de Alt Treptow fica a East Side Gallery, o trecho de mais de 1 quilômetro preservado do Muro de Berlim e que hoje é talvez a maior […]

Deixe uma resposta