Golpes na Turquia: eu caí e te ajudo a não passar pelo mesmo

Golpes na Turquia

Na primeira vez em que eu estive na Turquia, eu caí em um golpe. No fundo, eu sabia que estava caindo, mas as circunstâncias em que tudo aconteceu, me fez ser conivente e eu jurei que nunca mais cairia novamente em golpes, especialmente em golpes na Turquia.

Golpes contra turistas acontecem em diversos cantos do mundo, não é algo exclusivo da Turquia. Seja em Londres, Bangkok, Roma ou Paris, cidade que – inclusive –  tem uma coleção de golpes que mudam de região para região.

Quando eu desembarquei pela primeira vez no antigo aeroporto Ataturk no começo da madrugada, eu só queria chegar no hotel e dormir.

Aquela hora da noite o metrô já tinha encerrado a sua operação, restando o táxi ou ônibus como opções. Em uma cidade nova, onde poucas pessoas falam inglês de forma minimamente compreensível, resolvi não arriscar o ônibus e optei pelo táxi.

No balcão da cooperativa de táxis do aeroporto eu mostrei a reserva do hotel e perguntei o preço. Ele digitou o número 250 na calculadora e me mostrou. Eram 250 liras – eu tinha acabado de trocar dinheiro no aeroporto e ainda não estava assimilando o custo. 

Perguntei a distância e para tentar justificar o preço da corrida ele abriu um mapa enorme e todo em turco e apontou um lugar extremamente longe do Aeroporto. Eu sabia que o hotel não era tão longe assim, mas depois de 13 horas de voo, o cansaço vence o raciocínio. Ele disse que o táxi era seguro que “nada de ruim aconteceria comigo”. Cansado demais para discutir com um homem com feições no mínimo intimidadoras e que não falava quase nada de inglês, aceitei cair no golpe.

Quase 200 reais por uma corrida de 20 minutos até o meu hotel. Caí consciente, mas não me cobro por isso. Entretanto, eu prometi que nunca mais cairia em golpes, especialmente na Turquia.


Golpes na Turquia


Muitos golpes na Turquia envolvem transportes e passeios. Eles tentarão te convencer que não existe um ônibus ou um metrô para onde você quer chegar. E claro, tentarão tirar algum tipo de vantagem em cima de você.

Na minha última viagem eu incluí Antalya no meu roteiro. Enviei um email para o hotel perguntando quais eram as opções de transporte do aeroporto. A resposta foi curta e grossa: táxi ou transfer, preço 30 Euros. 

Entrei no site do Aeroporto e constavam lá duas linhas de ônibus, táxi ou shuttle. Mas olhando a distância do aeroporto no Google Maps eu descobri uma linha de tram (bonde) que chegava ao aeroporto. Entretanto, no site oficial do aeroporto não tinha essa informação.

Pesquisando no Google e em tópicos no TripAdvisor eu descobri que existe uma linha de tram que atravessa a cidade e chega ao aeroporto. E algumas pessoas dizendo que por conta da máfia dos taxistas  – muitas empresas de táxi são de Russos radicados em Antalya – esta informação tão importante para o turista não consta no site do aeroporto. 

E o hotel, certamente interessado em vender o transfer, prefere ganhar alguns Euros ao invés de cativar o cliente. Pois bem, peguei o tram e em 25 minutos eu estava no hotel por 14 Liras, uns 10 reais. Uma vitória pessoal!


O preço nunca é aquele


O mercado popular de Istambul é uma tentação, milhares de produtos por preços baixos. Mas saiba que tudo em Istambul tem dois preços: turista e local. Eu já cansei de ver isso acontecer, desde um simples Simit até um passeio de barco pelo Bósforo

Falando em passeio de barco, esse é clássico em Istambul. Seja pelo passeio em si ou pelos golpes envolvidos. Caminhando pelo píer ao lado da Ponte Galata, local de onde saem os passeios de barco, um homem aborda os turistas oferecendo o passeio por 100 Liras Turcas. Mais adiante outro homem oferece o mesmo passeio por 80 Liras. Na entrada do barco o passeio já passa a custar 20 Liras.

Andando pelos bazares, se você olhar para alguma barraquinha por mais de 2 segundos, o vendedor vai te abordar e tentar vender algo. Sempre negocie, faça cara de desinteresse e saia andando. Certamente o preço cairá. Não tire fotos, você pode ser ameaçado e extorquido por isso.


Informação que custa caro


Se perdeu dentro dos corredores do Grand Bazar? É bem provável que um sujeito simpático te ofereça para encontrar a saída. Talvez ele cobre por isso, mas talvez ele te confunda e um segundo sujeito simpático abra a sua bolsa.

Ou te leve até uma lojinha por livre e espontânea pressão e te force a comprar algo para “ajudá-lo”. 

***

Eu quero dizer que amo a Turquia, especialmente Istambul, onde já estive três vezes. Amo a cultura, as cidades e a energia única de um lugar que une o ocidente e o oriente. Não deixaria de visitar o país por conta dessas intempéries, mas sabendo de tudo isso ajuda a gente a chegar blindado e não cair em golpes, que podem azedar a nossa viagem.



Se você estiver procurando onde ficar em Istambul, aqui no blog tem um post bem completo explicando os melhores bairros e onde você deve evitar. Veja aqui.

Veja também onde se hospedar perto do Novo Aeroporto de Istambul.

Na minha última passagem por Istambul eu fiquei no Dosso Dossi Hotels Old City. O Hotel fica no Sultanahmet, colado na Mesquita Azul e na Hagia Sofia. O hotel tem um café da manhã fantástico, além de alguns mimos como chá da tarde e sopa no fim da noite como cortesia.

Na minha primeira viagem eu fiquei em Yenikapi, e essa região é cheia de boas opções de hospedagem e eu escolhi o Marmara Place Old City Hotel e gostei muito desse hotel. A localização era perfeita, a poucos metros do metrô e apenas 2 quadras curtas do ponto de onde passam os trams em direção ao centro histórico.

Pertinho dele, e ainda mais perto do ponto dos trams, tem o Eskar Hotel, que falaram super bem dele pra mim e também é uma ótima opção de hospedagem em Istambul.

Outro hotel nessa região que estava entre os meus favoritos era o Eternity Hotel, com decoração super clean e vista incrível do salão de onde é servido o café da manhã.

Quer ficar hospedado em um hotel no melhor estilo palácio vitoriano e pagando pouco? A dica é o Deluxe Golden Horn Sultanahmet Hotel e como o nome diz, ele fica no Sultanahmet, colado nas grandes atrações de Istambul.

Agora, se você não quer arriscar e prefere ser conservador na hora de escolher onde ficar em Istambul, a dica é o Eurostars Hotel Old City. Ele fica pertinho da Ponte Galata e do Sultanahment.

Outras opções no Sultanahmet, dá uma olhada no Optmist Hotel, que tem uma vista linda da Mesquita Azul, o principal ponto turístico de Istambul. Outro hotel lindinho é o Coliseum, que fica praticamente dentro do Hipódromo e com uma vista perfeita da Mesquita Azul, Hagia Sofia e do Bósforo.


Dicas da Turquia para organizar a sua viagem
Como ir do novo aeroporto de Istambul até a cidade
Com ir do aeroporto Sabiha Gökçen até o centro de Istambul
Como usar a rede de metrô e bondes de Istambul
Imigração em Istambul
Golpes na Turquia


O que fazer em Istambul
Os bazares de Istambul
Passeio de barco pelo Estreito do Bósforo

Golpes na Turquia










Reservando um serviço com um dos parceiros do blog, você ajuda o Vou na Janela a produzir mais conteúdo e não paga nada a mais por isso. O Vou na Janela só recomenda empresas e serviços em que confia.


mm

Fabricio Moura

Meu nome é Fabricio, moro em Bangkok na Tailândia, sou designer e apaixonado pelo mundo. Descobri que viajar é se perder e se encontrar. Se conhecer melhor e se amar mais. Acumular histórias e experiências. Vamos?

Seja o primeiro a comentar

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.