Como visitar a Cisterna da Basílica em Istambul na Turquia

Cisterna da Basílica

A Cisterna da Basílica, também conhecida como “Palácio Submerso” é um dos lugares mais incomuns e misteriosos de Istambul e que definitivamente precisa entrar no seu roteiro na Turquia.

***

Cisternas são antigos reservatórios de água subterrâneos, existem vários deles em Istambul. Entretanto a mais famosa é a Cisterna de Yerebatan, conhecida popularmente como Cisterna da Basílica, pois ela foi construída onde já existiu uma basílica.

A Cisterna foi construída por Justiniano I entre os anos de 527 e 565 para abastecer o Palácio Bizantino durante invasões e períodos de seca na época que Istambul era Constantinopla.

Leia mais:
Dicas de Istambul para a sua primeira viagem
Chegando em Istambul: visto, imigração e transporte
Como ir do novo aeroporto até o centro da cidade
Onde se hospedar em Istambul

Um sistema de aquedutos trazia a água desde os Bosques de Belgrado nos arredores de Constantinopla até o reservatório. Parte desses aquedutos ainda existem.

Cisterna da Basílica
Entrada
Cisterna da Basílica
Grande salão
Cisterna da Basílica
Ao todo 336 colunas

A Cisterna da Basílica é imensa, são 140 metros de comprimento por 70 de largura. Localizado embaixo das ruas de Istambul por 336 colunas de 9 metros de altura. No fim da cisterna existem duas imensas colunas com cabeça de Medusa de cabeça para baixo. Aquele ser mitológico que apavorada os antigos guerreiros por transformar em pedra quem olhasse para ela.

Cisterna da Basílica
Medusa de cabeça para baixo
Cisterna da Basílica
Medusa de ladinho

E ninguém sabe exatamente o que aquelas duas colunas fazem ali e de onde vieram. Mas a teoria mais simples é que, assim como as demais colunas, elas vieram de antigos templos que foram demolidos e tiveram suas colunas utilizadas na construção da Cisterna da Basílica.


Como visitar a Cisterna da Basílica


A Cisterna da Basílica fica no Sultanahmet, ao lado da Hagia Sophia. Você pode combinar a visita com a Mesquita Azul, Hagia Sophia e a Cisterna da Basílica no mesmo dia.

Cisterna da Basílica
Rua Yerebatan, onde fica a entrada

A entrada custa 20 liras turcas (cerca de R$ 14) e pode ser comprada na bilheteria da entrada. Existem duas filas, uma para cidadãos turcos e outra para estrangeiros. Antes de entrar, todo mundo passa por revista e detector de metais, como em praticamente todos os lugares turísticos de Istambul.

Lá dentro o passeio é feito por passarelas de madeira, antigamente eram feitos por barcos. Hoje a Cisterna da Basílica está praticamente sem água, mas é um lugar bem úmido e escuro.

Eu visitei a cisterna duas vezes e gostei muito, é um lugar bem interessante de visitar e com um ar de mistério e que não pode ficar de fora do seu roteiro em Istambul.

***


Se você estiver procurando onde ficar em Istambul, aqui no blog tem um post bem completo explicando os melhores bairros e onde você deve evitar. Veja aqui.

Veja também onde se hospedar perto do Novo Aeroporto de Istambul.

Na minha última passagem por Istambul eu fiquei no Dosso Dossi Hotels Old City. O Hotel fica no Sultanahmet, colado na Mesquita Azul e na Hagia Sofia. O hotel tem um café da manhã fantástico, além de alguns mimos como chá da tarde e sopa no fim da noite como cortesia.

Na minha primeira viagem eu fiquei em Yenikapi, e essa região é cheia de boas opções de hospedagem e eu escolhi o Marmara Place Old City Hotel e gostei muito desse hotel. A localização era perfeita, a poucos metros do metrô e apenas 2 quadras curtas do ponto de onde passam os trams em direção ao centro histórico.

Pertinho dele, e ainda mais perto do ponto dos trams, tem o Eskar Hotel, que falaram super bem dele pra mim e também é uma ótima opção de hospedagem em Istambul.

Outro hotel nessa região que estava entre os meus favoritos era o Eternity Hotel, com decoração super clean e vista incrível do salão de onde é servido o café da manhã.

Quer ficar hospedado em um hotel no melhor estilo palácio vitoriano e pagando pouco? A dica é o Deluxe Golden Horn Sultanahmet Hotel e como o nome diz, ele fica no Sultanahmet, colado nas grandes atrações de Istambul.

Agora, se você não quer arriscar e prefere ser conservador na hora de escolher onde ficar em Istambul, a dica é o Eurostars Hotel Old City. Ele fica pertinho da Ponte Galata e do Sultanahment.

Outras opções no Sultanahmet, dá uma olhada no Optmist Hotel, que tem uma vista linda da Mesquita Azul, o principal ponto turístico de Istambul. Outro hotel lindinho é o Coliseum, que fica praticamente dentro do Hipódromo e com uma vista perfeita da Mesquita Azul, Hagia Sofia e do Bósforo.


Dicas da Turquia para organizar a sua viagem
Como ir do novo aeroporto de Istambul até a cidade
Com ir do aeroporto Sabiha Gökçen até o centro de Istambul
Como usar a rede de metrô e bondes de Istambul
Imigração em Istambul
Golpes na Turquia


O que fazer em Istambul
Como visitar a Mesquita Azul
Hagia Sophia
Torre Gálata
Os bazares de Istambul
Passeio de barco pelo Estreito do Bósforo
Cisterna da Basílica










Reservando um serviço com um dos parceiros do blog, você ajuda o Vou na Janela a produzir mais conteúdo e não paga nada a mais por isso. O Vou na Janela só recomenda empresas e serviços em que confia.


Compartilhe este post:
mm

Fabricio Moura

Meu nome é Fabricio, moro em Bangkok na Tailândia, sou designer e apaixonado pelo mundo. Descobri que viajar é se perder e se encontrar. Se conhecer melhor e se amar mais. Acumular histórias e experiências. Vamos?

Seja o primeiro a comentar

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.