Como é voar na classe executiva da Qatar no Boeing 777-300ER

classe executiva da Qatar no Boeing 777

A última etapa da minha longa viagem do Brasil até a Tailândia passando pela Europa e Oriente Médio foi de Hanói no Vietnã até Bangkok. Trecho este voado na Business Class da Qatar Airways, serviço operado pelo Boeing 777-300ER. Que tem a mesma cabine do atual serviço entre São Paulo, Buenos Aires e Doha.

E aqui vai uma informação extraoficial: A partir de dezembro a Qatar vai começar a oferecer a QSuite nos voos para o Brasil. Uma nova classe executiva composta de suítes privativas e em breve eu voarei nela e vou contar tudo aqui.

Voltando ao assunto do post, todos os flight reports dessa viagem estão disponíveis, os links aqui embaixo:

São Paulo (Campinas) x Lisboa – Azul (Classe Executiva) – Airbus A330-200
Lisboa x Varsóvia – TAP Portugal (Classe Executiva) – Airbus A320
Varsóvia x Doha – Qatar Airways (Classe Executiva) – Airbus A330-300
Doha x Hanoi – Qatar Airways (Classe Executiva) – Boeing 787-8 Dreamliner
Hanoi x Bangkok – Qatar Airways (Classe Executiva) – Boeing 777-300ER

Leia outras avaliações aqui

Como é voar na classe executiva da Qatar no Boeing 777-300ER (imagem: divulgação)


Como é voar na classe executiva da Qatar no Boeing 777-300ER


Conexão em Hanói

Eu cheguei em Hanói vindo de Doha no Qatar por volta das 6h da manhã, após o desembarque eu fui procurar a área de conexões do aeroporto de Hanoi. Encontrei uma discreta escada rolante com 3 policiais sonolentos espremidos em uma mesinha de madeira bem tímida.

Olharam o meu passaporte, os cartões de embarque, conversaram os três entre si e me deixaram seguir. Não sei o que eles falaram, mas talvez não seja tão comum esse tipo de conexão em Hanói, mas não havia nada de errado nisso.

Segui para o raio-x, que foi bem rígido e depois eu pude acessar a sala de embarque. Como eu estava voando em classe executiva, pude usar a sala VIP Noi Bai International Airport Business Lounge – que atende tanto a Qatar como diversas companhias. Lounge bem arejado, com algumas opções de comida e ótimas áreas de descanso. Nada luxuoso, mas confortável.

Embarque e a grande surpresa

O embarque começou aproximadamente 40 minutos antes da decolagem, quando eu entrei na espaçosa cabine do Boeing 777 a comissária chefe me chamou pelo nome. Fiquei até surpreso pois isso geralmente não acontece. Aí eu descobri que eu era o único passageiro da classe executiva naquele dia.

Somente eu na classe executiva

Eu fiquei em choque, tinha a cabine do 777 inteira para mim. E mais, elas disseram que me dariam um tratamento especial, isso quer dizer que eu fui atendido por 4 comissárias, além da chefe de cabine.

Com a cabine só para mim, eu fiz muitas fotos, vídeos e a tripulação entrou na onda e me fotografaram também, tiramos muitas fotos juntos. Foi muito especial, um verdadeiro presente nessa minha mudança para Bangkok.

Olha que sonho

A aeronave

Como disse, o voo foi operado por um Boeing 777-300ER, equipado com 24 poltronas na classe executiva, no layout 2-2-2. Todas as poltronas são total flat bed, ou seja, viram uma cama mesmo.

Esta configuração é ruim pois se você estiver viajando sozinho, não tem muita privacidade pois só existe uma micro divisória separando você do passageiro ao lado. Esse tipo de cabine já está um pouco ultrapassada e por conta disso que a Qatar vem substituindo esse formato de poltrona pela nova QSuite na classe executiva.

Como é voar na classe executiva da Qatar no Boeing 777-300ER: Legroom vantajoso

As pernas nem alcançam

A cabine é muito ampla e isso você consegue perceber pelas fotos, é algo extraordinário, olha esse espaço para as pernas. Na real, o legroom é tão grande que a TV fica até distante da gente.

Nas poltronas tinha um travesseiro grande, no compartimento uma garrafa de água Evian e fones de ouvido com a função noise-cancelling de ótima qualidade. Por ser um voo curto, de 1h40m, não tinha nenhum amenity kit dessa vez. Até pedi a uma das comissárias mas não tinha nada na aeronave. Nos banheiros ficam os kits com escova e pasta de dentes, barbeador e creme de barbear. Além de hidratantes e perfume da Rituals, uma marca holandesa que fornece esse tipo de produto para a Qatar e também para outras empresas.

A cabine executiva no 777

De outro ângulo

Posição cama

Apesar de já ser uma executiva ultrapassada, é bem confortável

Controle da poltrona

Fones de ouvido

Compartimento com garrafinha de água

Compartimento com o controle remoto

O controle remoto também já é um modelo bem ultrapassado

Detalhe das luminárias

Como é voar na classe executiva da Qatar no Boeing 777-300ER: Welcome drink

Logo após o embarque elas trouxeram o welcome drink – claro que eu escolhi champanhe – e o menu do serviço de bordo. Também já recebi o arrival card para a imigração em Bangkok e que veio com uma canetinha da Qatar.

Voo e serviço de bordo

Decolamos no horário e assim que atingimos a altitude de voo até Bangkok a comissária trouxe a bebida que eu havia escolhido antes da decolagem, nozes quentes para acompanhar e toalhas quentes para limpar as mãos.

Por ser um voo curto, o serviço é todo meio rapidão e as refeições são menores também. Eu escolhi um Xauarma de frango com batatas. Estava sensacional! O Xauarma é um prato típico do Oriente Médio, uma espécie de wrap com recheio de carne assada e desfiada com legumes, homus e labneh. Parecia que tinha acabado de ser feito. Para acompanhar eu escolhi um bordeaux.

Como é voar na classe executiva da Qatar no Boeing 777-300ER: As opções do menu

A bebida que eu escolhi

O prato

Estava sensacional

Como eu comi até rápido, e tínhamos tempo, elas me trouxeram um repeteco. Ah gente, comi mesmo, não sou de recusar comida boa. Em seguida veio a sobremesa, eu pedi um mix de frutas vermelhas. Para fechar o serviço, um café expresso e uma caixinha de chocolates Godiva.

A sobremesa

Uma delícia

Chocolates Godiva

Foi um voo tão curto e eu estava tão empolgado com aquela experiência que eu nem usei o sistema de entretenimento, coloquei o mapinha de navegação e fui curtir o voo. Falando nele, o Oryx One é uma das melhores plataformas de entretenimento que eu já usei, mas curiosamente, a versão embarcada no 777, assim como no 787 eram diferente dos Airbus A330. Uma versão mais simples e com menos conteúdo, arrisco dizer que tinha a metade do catálogo. Achei estranho e queria entender se isso é algum tipo de limitação técnica.

Como é voar na classe executiva da Qatar no Boeing 777-300ER: Sistema de entretenimento

Catálogo de filmes

Olha que lindo

O voo foi rápido, sem turbulências e pouco depois do serviço já iniciamos a descida até Aeroporto Suvarnabhumi em Bangkok.

***

Voar desde o Brasil até a Tailândia, passando pela Europa e Oriente Médio com todos os trechos em classe executiva foi uma experiência incrível e que eu acho que todo mundo deveria ter pelo menos uma vez.

A Qatar merece o título de melhor executiva, não tenho dúvidas, mas quando as QSuites forem instaladas em toda a frota de Boeings 777, a coisa vai atingir um outro nível de qualidade.

Foi muito bom e nem preciso dizer que recomendo né? Bom gente, espero que vocês tenham gostado deste trip report e até a próxima!

Como é voar na classe executiva da Qatar no Boeing 777-300ER: Mensagem de despedida que aparece após o pouso

***

Eu já fiz alguns voos na Qatar em classe econômica, vou deixar os links dos posts anteriores aqui embaixo para vocês:

Como é voar de São Paulo para Doha no Boeing 777 da Qatar
Como é voar para a Ásia no Airbus A380 da Qatar
Como é voar para a Ásia no Boeing 777 da Qatar


Reserve a sua hospedagem aqui




Booking.com


Resolva a sua viagem


Reserve a sua hospedagem pelo Booking.com

Faça aqui o seu seguro viagem internacional

Compre aqui os ingressos para os seus passeios

Consultoria de viagens e roteiros personalizados

Ebooks e guias para download


Sigam o Vou na Janela no Facebook e no Instagram


mm

Fabricio Moura

Meu nome é Fabricio, moro em Bangkok na Tailândia, sou designer e apaixonado pelo mundo. Descobri que viajar é se perder e se encontrar. Se conhecer melhor e se amar mais. Acumular histórias e experiências. Vamos?

2 Comentários

  • Responder outubro 8, 2018

    Paulo Sousa

    Muito boa a experiência de acompanhar esta super-viagem, sem dúvida!

    • mm
      Responder outubro 8, 2018

      Fabricio Moura

      Foi incrível, Paulo! E tem outras a caminho.

Deixe uma resposta

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.