Como é voar nos Airbus A380 da Qatar Airways para a Ásia

Como é voar nos Airbus A380 da Qatar

Recentemente a Qatar Airways foi eleita a melhor companhia aérea do mundo pelo conceituado ranking da Skytrax e eu tive o prazer de fazer quatro trechos com eles entre o Brasil e a Tailândia. Eu já publiquei um post contando como é voar com eles até Doha e também falei sobre como é voar com a Qatar Airways para a Ásia. Mas nesse post vou contar como é voar nos Airbus A380 da Qatar.

Como é voar nos Airbus A380 da Qatar (Imagem: divulgação)

 


Como é voar nos Airbus A380 da Qatar


Check-in

A Qatar tem operações o dia inteiro em Bangkok, apesar disso, o check-in para o voo QR833 só foi aberto 3 horas antes da partida.

Como a viagem começou no Brasil e eu comprei as passagens antes da mudança nas regras de despacho de bagagem, eu tinha direito a uma bagagem de mão de 10 kgs e duas malas despachadas de 32 kgs.

Eu tinha uma mala de 22 quilos e uma mala de mão de 11 quilos, onde estavam meus equipamentos (câmeras, computador, etc).

O funcionário do check-in era terceirizado, parecia que seguia um script à risca e se recusou a fazer meu check-in pois a minha mala de mão tinha 1 quilo a mais que o permitido, sendo que, eu tinha direito a despachar duas malas de 32 quilos e estava despachando apenas 1 com 22 quilos. Regra são regras, mas tem situações que faltam um pouco de bom senso?

Bom, por sorte eu tinha a minha mochila dentro da mala de mão, coloquei as câmeras e computador na mochila e despachei a mala de bordo.

Depois ele implicou com uma bolsa pequena da Adidas que eu levo com dinheiro, documentos e celular. Bom, o moço me fez colocar a bolsa dentro da mochila. Nessa hora eu já estava rindo da situação, mas regras são regras, né? Nem a Air Asia foi tão criteriosa.

Embarque

O embarque começou na hora certa, um pouco tumultuado, acho que em razão do grande número de passageiros. A operação em Bangkok usou três pontes de embarque, o que deu uma bela agilizada no procedimento.

A aeronave

O voo de Bangkok a Doka foi operado com um Airbus A380-800, o maior avião comercial em operação no mundo e o tamanho dele impressiona muito.

A Qatar configurou essas aeronaves para levar nada menos que 537 passageiros, dá pra imaginar a razão do tumulto no embarque, o avião estava lotado.

As aeronaves são equipadas com 8 suítes na primeira classe, 48 poltronas na classe executiva e 461 poltronas na classe econômica, que ocupa todo piso inferior da aeronave e a última seção do piso superior.

Eu voei na econômica, que está configurada no layout 3-4-3 no deck inferior e 2-4-2 no deck superior. A minha poltrona foi a 54A, na janela.

Todas as poltronas são equipadas com telas de 10.6 polegadas touch screen, controle remoto acoplado, tomada elétrica e porta USB.

Como é voar nos Airbus A380 da Qatar: Tela do sistema Orix One

O sistema de entretenimento da Qatar é o Orix One, tem uma enorme variedade de filmes, séries, programas de TV, jogos, música e os tradicionais mapas de voo, cheio de funções exclusivas do A380. O sistema no A380 tem mais conteúdo do que é oferecido nos Boeing 777, sobra coisas para ver.

Como é voar nos Airbus A380 da Qatar: Controle remoto com touch screen

Essas aeronaves são equipadas com internet wi-fi, a Qatar oferece 10MB grátis para ser usando em 15 minutos de conexão. Se o passageiro quiser, pode optar por um dos pacotes de dados, 30 MB por 5 USD, 100 MB por 10 USD ou 200 MB por 20 USD.

A internet não é uma maravilha, mas dá para trocar mensagens pelo Whatsapp e postar uma outra foto no Instagram. Eu tentei fazer um Storie no Instagram, mas sem chance.

Como é voar para a Ásia com a Qatar: internet a bordo

Conforto

Eu achei o espaço das poltronas do A380 excelente, acima da média da maioria das classes econômicas que a gente vê por aí. As poltronas tem um ajuste de cabeça bem confortável e um ótimo reclino para uma econômica.

Nas poltronas tinha um travesseiro, cobertor, fones de ouvido e a nova necessaire da classe econômica da Qatar. Nela vem um par de meias, máscara, protetor de ouvidos, escova de dentes, creme dental e um lip-balm do Institut Karité.

Como é voar nos Airbus A380 da Qatar: O novo amenity kit da econômica

Destaque para o lip-balm do Institut Karité

Achei excelente, um ponto muito positivo para a Qatar, já que a maioria das empresas não oferecem nada disso. O ruim é que a bolsinha agora é de plástico e não dá para reutilizar como a antiga.

No bolso da poltrona tinha a revista da Qatar, a Orix e a revista do Duty Free.

Voo e serviço de bordo

Logo após a decolagem a tripulação passou distribuindo o cardápio das duas refeições que seriam servidas no voo.

Apesar de ser um voo de duração média (7 horas até Doha), a Qatar serviu um jantar completo e um lanche quando nos aproximávamos do pouso.

De jantar tinham três opções, incluindo uma vegetariana. Eu escolhi o frango ao curry e veio com arroz, salsichas e legumes. Tinha uma saladinha de entrada, pão, queijo processado e um bolo de chá verde de sobremesa. Tinha gosto de grama, não dava pra comer aquilo. Os talheres eram de metal.

Jantar servido a bordo

Para beber tinha vinhos, destilados (incluindo Johnnie Walker Red Label e vódka Smirnoff), cervejas (Heineken e Foster), refrigerantes, sucos e água. Além dos tradicionais café e chá.

Após o jantar eu assisti um filme e dormi até Doha. Fui acordado com o lanche, que veio em uma caixinha e tinha uma fatia de pizza com um bolinho. Para beber, as mesmas opções do jantar.

A comida foi bem satisfatória para uma viagem de 7 horas, vale dizer que nas galleys ficam a disposição batatas chips, chocolates, sucos e água.

Como é voar para a Ásia com a Qatar: lanche

O voo inteiro foi ótimo, sem turbulências e super tranquilo seguindo de um pouso suave em Doha. Desembarcamos direto na sala de embarque do Aeroporto Hammad e não passamos pelo raio-x, como na vinda do Brasil.

Conclusão

Voar na Qatar é uma boa experiência, mas achei que ela deixa a desejar em alguns pontos. Como serviço de bordo quando a gente compara com a Emirates, sua principal concorrente. Ainda assim é muito bom voar em uma linha aérea 5 estrelas, considerada a melhor do mundo.

Postado em
01 de agosto de 2017

Imagem de capa: divulgação


Sigam o Vou na Janela no Facebook e no Instagram


 

Share on FacebookTweet about this on TwitterShare on Google+Pin on PinterestPrint this page
mm

Fabricio Moura

Meu nome é Fabricio, moro em São Paulo, sou designer e apaixonado pelo mundo. Descobri que viajar é se perder e se encontrar. Se conhecer melhor e se amar mais. Acumular histórias e experiências. Vamos?

Seja o primeiro a comentar