Como visitar o Museu do Louvre sem filas? Sim, é possível!

Museu do Louvre sem filas visitar o Museu do Louvre

O Museu do Louvre é um dos lugares mais famosos e visitados do mundo, mas ele também é conhecido por suas longas filas. Mas o que muita gente não sabe, é que dá para visitar o Museu do Louvre sem filas e apreciar as suas obras incríveis sem o desgaste de ficar horas para entrar no lugar.

Quem já esteve em Paris na alta temporada sabe que a fila para entrar no Louvre pode durar facilmente umas 2 horas. E vamos combinar, perder tanto tempo assim em uma viagem como essa é um desperdício de tempo e dinheiro.

Mas foi pesquisando sobre como visitar o Museu do Louvre sem filas que eu descobri que sim, é possível e na minha viagem a Paris eu pude comprovar como funciona e é isso que eu vou explicar para vocês agora.

Atenção: Seguro viagem é obrigatório para viajar para a Europa. Faça o seu aqui com desconto

A maior estrela do Louvre


Como visitar o Museu do Louvre sem filas


A primeira coisa que você precisa fazer é comprar o seu ingresso pela internet. Existe um site só para as vendas de entradas no Louvre, que é esse aqui: www.ticketlouvre.fr//louvre/b2c/index.cfm/home

Não adianta procurar a área de compras no site oficial, a plataforma de vendas funciona exclusivamente nesse outro domínio.

Comprando o ingresso pela internet você consegue escolher o dia e a hora da sua visita, lembrando que o Museu do Louvre não abre na terça-feira e que você precisa chegar no museu pelo menos 40 minutos antes do horário do seu ingresso.

A entrada custa 17 euros e o pagamento é feito com cartão de crédito. Imprima a sua entrada pois facilita bastante na hora de entrar lá.

Agora vem o pulo do gato: qual porta entrar?

O Museu do Louvre tem várias entradas, a mais famosa delas é a Pirâmide de Vidro. É nela que se formam as filas quilométricas para quem vai deixar para comprar o ingresso a hora.

Além dessa entrada, existe a Port des Arts (Porta das Artes) e a Porte des Lions (Porta dos Leões). São apenas essas três portas que aparecem no mapa oficial do Louvre.

Estação de metrô Palais Royal

Mas eu soube que existe uma quarta entrada ao lado da estação de metrô Palais Royal (linhas 1 e 7 do metrô de Paris). Pois bem, chegando na estação eu segui as placas indicando a saída para o Palais Royal e saí bem ao lado do Louvre.

Atravessei a Rue de Rivoli e exatamente em frente a saída do metrô fica uma porta, sem sinalização e foi por ela que eu entrei.

Louvre sem filas? Siga o mapa

Lá dentro, quem não tem ingresso tem que seguir reto até as bilheterias. Eu apresentei meu ingresso ao funcionário e não tinha ninguém na fila, fiquei incrédulo. Não dava pra ser verdade! Ele escaneou o papel, segui para o raio-x e já desci uma escada rolante até o átrio principal do Museu do Louvre que fica exatamente embaixo da famosa pirâmide de vidro.

Você vai chegar exatamente aqui

Pronto, eu tinha entrada no Museu do Louvre sem filas! Dali eu segui para a área das exposições e passei horas e horas andando pelas salas, vendo as obras mais famosas e concorridas do mundo e claro, até a Monalisa, a mais notável e conhecida obra de Leonardo da Vinci e a obra mais procurada no Louvre.



Se você estiver procurando onde ficar em Paris, aqui no blog tem um post bem completo explicando os melhores bairros e onde você deve evitar. Veja aqui. Mas deixo algumas dicas abaixo.

Na minha primeira vez em Paris me hospedei no hotel Bonséjour Montmartre, que tinha nada menos que 4 estações do metrô perto e ficava a uns 15 minutos de caminhada da Gare du Nord. Eu paguei o equivalente a 280 reais na diária com café da manhã.

Já na minha segunda vez em Paris eu fiquei no sensacional Hotel Saint-Louis Pigalle. O hotel também fica em Montmartre, coladinho na estação Pigalle do metrô. Entretanto o que eu mais gostei nesse hotel, é que os quartos tem uma atmosfera de casa. 

Tem hotéis que não tem como errar e o Mercure Paris Pigalle Sacre Coeur é certamente um deles. O hotel fica coladinho na Basílica de Sacré-Coeur e com estação de metrô ao lado. 

A rede Novotel não tem como errar, são hotéis confortáveis e com preços acessíveis. A dica aqui é o Novotel Paris Les Halles, que fica pertinho do Louvre e tem instalações modernas e muito confortáveis.

Hotel Opera Maintenon é um verdadeiro achado, um hotel duas estrelas, mas com conforto de hotel 4 estrelas e ótimo preço. 

Já pensou, ficar hospedado do lado da Torre Eiffel em Paris e sem pagar uma fortuna? A dica é o Hotel Royal Phare, um hotel super charmoso e confortável localizado a uma quadra da Champ de Mars e a uns 700 metros da Torre Eiffel. 

Outro hotel que é um pequeno achado em Paris, o Hotel De Suede Saint Germain é pequeno, aconchegante e fica em uma rua bem tranquila de Paris.


Como ir do Aeroporto Charles de Gaulle até o centro de Paris
Como ir do aeroporto de Orly até o centro da cidade
Como é passar pela imigração em Paris
Como usar o metrô de Paris
Conheça os 5 golpes mais comuns em Paris


O que fazer em Paris em 4 ou 5 dias
Como visitar a Torre Eiffel
Como visitar o Museu do Louvre sem pegar filas
Dicas para visitar o Museu do Louvre pela primeira vez
Como visitar o Arco do Triunfo
Île de La Cité e Catedral de Notre-Dame
O que fazer em Montmartre
Cemitério do Père-Lachaise










Reservando um serviço com um dos parceiros do blog, você ajuda o Vou na Janela a produzir mais conteúdo e não paga nada a mais por isso. O Vou na Janela só recomenda empresas e serviços em que confia.


mm

Fabricio Moura

Meu nome é Fabricio, moro em Bangkok na Tailândia, sou designer e apaixonado pelo mundo. Descobri que viajar é se perder e se encontrar. Se conhecer melhor e se amar mais. Acumular histórias e experiências. Vamos?

11 Comentários

  • Responder dezembro 8, 2017

    Rangell Oliveira

    Oi Fabricio,

    Já tinha ouvido falar dessa entrada mesmo! Porém sabe se estavam aceitando nesta entrada quem estava com Paris Museum Pass? Como vou lá pela 1ª vez, não sei se fazem distinção de entrada de acordo com essas coisas.

    • mm
      Responder dezembro 9, 2017

      Fabricio Moura

      Oi Rangel, tudo bem? Isso eu não sei te dizer, mas era uma entrada normal.

  • Responder dezembro 8, 2017

    Paulo

    Realmente ela existe, e além disso o primeiro domingo do mês é gratuito, inclusive por ela, como dizia o Dadá maravilha, mamão com açúcar

    • Responder agosto 20, 2018

      Vivian

      Dica importante esta da gratuidade no primeiro domingo! Valeu!

      • mm
        Responder agosto 22, 2018

        Fabricio Moura

        Opa, obrigado pelo comentário, Vivian!

  • Adorei a dica!!!!!

  • Responder abril 27, 2018

    cibelly

    Olá Fabrício,

    Adorei seu site!

    Só gostaria de saber sobre o audioguide em Português, é possível comprar neste site q vc indicou ?

    att,

    • mm
      Responder abril 27, 2018

      Fabricio Moura

      Oi Cibelly, tudo bem? O audio guide tem que comprar na hora, dentro do Louvre tem um balcão para isso.

  • Responder junho 5, 2018

    Andrea

    Olá comprei o ingresso pela internet e já imprimi mas lá diz que a entrada é pela pirâmide . Será q consigo entrar por essa que você menciona??

    • mm
      Responder junho 5, 2018

      Fabricio Moura

      Com certeza, foi o que eu fiz.

  • […] Não, não, mesmo! Nós fomos em janeiro, que é inverno e, portanto, baixa temporada. A Renata foi na primavera e foi uma boa sacada ter ido ao museu mais tarde. Mas, veja como o Fabrício, do Vou na Janela, viu a Mona Lisa. Ele deixou, contudo, uma boa dica de uma entrada do Louvre mais escondida e pouco procurada. […]

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.