Vinícola Emiliana no Chile, a maior vinícola orgânica do mundo

Vinícola Emiliana

Visitar uma vinícola no Chile é praticamente um passeio obrigatório para quem vai a Santiago e claro que eu não deixaria de fazer essa visita na minha última viagem. Existem uma infinidade de vinícolas nos arredores de Santiago, mas eu fui em uma que é bem especial, a Vinícola Emiliana no Vale de Casablanca.

***

Mas o que faz da Emiliana tão especial? Ela é a maior vinícola orgânica do mundo, ou seja, todo o vinho produzido lá não usa nenhum tipo de fertilizante químico. Inclusive todo o controle de pragas é feito de maneira natural, com o cultivo de plantas e ervas que mantém os insetos a distância.

Vinícola Emiliana

Vinícola Emiliana

A Vinícola Emiliana faz parte do grupo Concha y Toro, certamente vocês já ouviram falar.  Emiliana era a esposa do Don Melchor de Santiago Concha y Toro, fundador da Concha y Toro, por isso tem esse nome. A vinícola existe desde os anos 80 e nos anos 90 passou por um longo processo de transição do método tradicional de produção para o orgânico. Tudo isso depois que um dos sócios teve câncer e mudou seu estilo de vida para algo mais natural.

Eu fiz esse passeio com a Barra Tours, uma empresa de Santiago, fundada por um brasileiro e focada no público que vem do Brasil. Eles fazem diversos roteiros partindo de Santiago e oferecem um excelente custo benefício.

Vinícola Emiliana

Vinícola Emiliana

Chegamos na Vinícola Emiliana por volta do meio dia e fizemos um tour com o guia explicando o processo de cultivo da uva e produção dos vinhos. Curioso é que cada uma das plantas, ervas e animais criados na vinícola tem a sua função em toda a cadeia produtiva do vinho.

Como por exemplo, a sálvia (que eu jurava que era lavanda) que está ali para atrair os insetos que iam para as uvas. Ou as oliveiras que são plantadas estrategicamente para barrar a poeira.

Parece lavanda mas é sálvia

E olha como atrai os insetos

Um dos muitos animais que vivem na vinícola

Durante o tour, o guia explica tudo sobre as uvas, método de produção, tipos de uvas e os vinhos que elas produzem. Mas não vemos o processo de produção em do vinho em si, pois ele é processado na Concha y Toro. Por isso pode ser bacana você complementar esse passeio com a visita a uma outra vinícola.

Terminamos um tour com a degustação de alguns dos vinhos da casa. E quem quiser comprar, o preço é muito bom.

Degustação de vinhos

Olha que fino hahaha

E os vinhos tem ótimos preços


Como visitar a Vinícola Emiliana


A Vinícola Emiliana fica na Ruta 68, a estrada entre Santiago e Valparaíso/Viña del Mar. De carro não tem erro, só seguir o Waze.

Uma opção nada recomendada é ir de ônibus. A ida é simples, basta pegar algum coletivo com destino a Casablanca no Terminal Rodoviário San Borja. Mas aí você vai ter que pedir para o motorista te deixar na Vinícola Emiliana. Já para voltar vai ser complicado pois os ônibus passam direto, não existe um ponto de ônibus em frente a entrada da vinícola. A maneira mais cômoda é contratando o tour de uma agência, recomendo a  Barra Tours. A gente vai de maneira confortável e ainda dá para combinar a visita com o tour de Valparaíso e Viña del Mar.

***


Aqui no blog tem um post super completo com dicas de onde se hospedar e onde não se hospedar em Santiago: Leia aqui. Mas vou deixar algumas dicas aqui embaixo.

Para mim, a Providencia é o melhor bairro para ficar em Santiago. No bairro temos fácil acesso a maioria das atrações da cidade.

Na minha primeira viagem eu fiquei no Hotel Boutique Tremo e foi uma excelente escolha. Era um hotel pequeno, com tudo novinho, confortável, com bom café da manhã e uma bela banheira de hidromassagem no quarto.

Na segunda viagem eu fiquei em um outro hotel ali pertinho, o Mito Casa Hotel Boutique, que também foi uma ótima escolha. Na terceira vez que eu estive em Santiago, eu me hospedei no NH Ciudad de Santiago, que por ser um bom hotel de rede, não tem muito como errar e eu recomendo muito.

Outro bairro muito procurado é a Bella Vista, eu tenho amigos que ficaram no The Aubrey Boutique Hotel e amaram. Em uma próxima ocasião eu tentaria me hospedar nele.


Como é passar pela imigração em Santiago
Como chegar a Valparaíso e Viña de Mar
Onde ficar em Santiago
Transfer para Brasileiros do aeroporto até o centro da cidade
10 dicas grátis em Santiago


O que fazer em Santiago
Cerro Santa Lucía
Cerro San Cristóbal
Sky Costanera
Parque Quinta Normal e seus museus
Valle Nevado em temporada de inverno
Termas Colina e Embalse El Yeso
Valparaíso e Viña del Mar
Vinícola Emiliana
Casa de Pablo Neruda em Isla Negra


O seguro viagem não é obrigatório para visitar o Chile, no entanto, é recomendável que você tenha essa proteção. Faça aqui o seu seguro com descontos especiais. Use o cupom de desconto de 5% para os leitores: VOUNAJANELA5.










Reservando um serviço com um dos parceiros do blog, você ajuda o Vou na Janela a produzir mais conteúdo e não paga nada a mais por isso. O Vou na Janela só recomenda empresas e serviços em que confia.


Compartilhe este post:
mm

Fabricio Moura

Meu nome é Fabricio, moro em Bangkok na Tailândia, sou designer e apaixonado pelo mundo. Descobri que viajar é se perder e se encontrar. Se conhecer melhor e se amar mais. Acumular histórias e experiências. Vamos?

Seja o primeiro a comentar

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.