O que fazer em Moscou na Rússia (Roteiro de 4 dias)

O que fazer em Moscou Praça Vermelha

Moscou foi uma das cidades mais surpreendentes que eu conheci nos últimos anos. Um lugar onde a gente respira história e cultura. Anda por lugares fascinantes e que foram fechados por muitos anos. Sente a atmosfera soviética no ar e se encanta com as formas e cores de um lugar marcante. Ficou curioso? Vem ver o que fazer em Moscou em um roteiro de 4 dias.

Preciso confessar que quando planejei a minha viagem para a Rússia, a expectativa andava baixa. Achava que o fato de ir no inverno poderia ser um complicador e que as cidades não seriam tão bonitas como em outra época do ano. Felizmente eu estava enganado, não vou dizer que o frio incomodou, chegava doer nos ossos, mas a gente se adapta.

Catedral de São Basílio

O que fazer em Moscou: Catedral de São Basílio

Antes de entrar no roteiro com o que fazer em Moscou, vou deixar alguns links importantes aqui embaixo que te ajudarão muito ao planejar a sua viagem:

Como é passar pela imigração em Moscou e transporte até o centro da cidade
Como usar o metrô de Moscou
Onde se hospedar em Moscou


O que fazer em Moscou


Praça Vermelha

Comece a sua visita pelo coração de Moscou e da Rússia, a emblemática Praça Vermelha. Ela é o centro desse universo chamado Rússia, está rodeada por construções que nos mostram a Rússia de ontem e a Rússia de hoje.

Ali está o sólido e austero Kremlin, a sede do governo e ao lado dele a Catedral de São Basílio, a mais bela construção russa e cartão postal desse país. Na outra ponta o Museu Histórico do Estado, com suas paredes vermelhas e completando o perímetro temos o GUM, o maior shopping de Moscou, um verdadeiro tapa na cara do passado socialista do país. Encravado ali, onde o corpo embalsamado de Vladimir Lênin repousa no mesmo lugar que ele liderou a Revolução de Outubro, marcando o início da era comunista e nascimento da União das Repúblicas Socialistas Soviéticas (URSS).

Leia o post completo sobre a Praça Vermelha aqui

O que fazer em Moscou: Museu Histórico do Estado na Praça Vermelha

Catedral de São Basílio

Muita gente pensa que ela faz parte do Kremlin, mas não, ela é apenas a vizinha mais bonita que o Kremlin poderia ter. A igreja com suas torres coloridas e de formas espiraladas – alguns dizem que são grandes cebolas coloridas – foi encomendada por Ivã IV, o Terrível, e desenhada por Postnik Yakovlev há mais de 450 anos.

A ideia era que o conjunto de torres menores, circundando uma maior, que lembrasse um conjunto de chamas de uma fogueira, ou a “cidade de Deus”. Reza a lenda que Ivã amava tanto a Catedral, que teria mandando cegar o arquiteto, para que ele nunca mais desenhasse nada mais belo do que ela.

Leia o post completo sobre a Catedral de São Basílio aqui

Catedral de São Basílio

Kremlin

Impossível passar pela Praça Vermelha e não ser impactado pelas muralhas e torres da sede do governo Russo. Kremlin significa “fortaleza” ou “cidade fortificada”, e lá dentro é uma verdadeira cidade. Com museus, praças, jardins e belíssimas catedrais.

Ele já foi o lugar mais fechado do mundo, seria impensável turistar lá dentro na época da União Soviética, ainda mais fazer algumas fotos, estaríamos todos presos por espionagem. Hoje é acessível, ou uma boa parte, né?

Leia o post completo sobre o Kremlin de Moscou

Que moeda levar para a Rússia

A imponente muralha do Kremlin de Moscou

Campanário de Ivan, Moscou

Parque Zaryadye e a Flying Bridge

Coladinho na Praça Vermelha fica o Parque Zaryadye, lindo, enorme, cheio de pontos de onde a gente consegue apreciar a linda arquitetura de Moscou e lar da mais nova atração da cidade, a Flying Bridge. Uma enorme passarela suspensa sobre o parque, ruas e avança sobre o Rio Moskva.

É o primeiro parque construído em Moscou em 70 anos e faz parte das obras para a Copa do Mundo da Rússia, com a revitalização de áreas degradadas. O parque ficou lindo e vale muito a visita.

Leia o post completo sobre o Zaryadye Park

Zaryadye Park e a Flying Bridge

Onde ficar em Moscou

Moscou e o Rio Moskva congelado

Catedral do Cristo Salvador

A Catedral Ortodoxa do Cristo Salvador é uma das principais templos religiosos de Moscou, ao lado da Catedral de São Basílio, são duas das mais incríveis igrejas da capital russa.

A catedral original foi construída no século XIX e demolida por ordem de Stalin, pois ele queria construir no lugar dela um gigantesco memorial para Lenin, que teria uma estátua de mais de 100 metros de altura do líder soviético que tinha falecido a pouco.

Mas com a morte de Stalin em 1953 os planos do memorial foram engavetados e nada foi construído. Com o fim da União Soviética, a Catedral do Cristo Salvador foi reconstruída entre 1994 e 1997.

O que fazer em Moscou: Catedral do Cristo Salvador (imagem: Русский / Pixabay)

Gorky Park

O Gorky Park é o principal parque urbano de Moscou. No verão ele fica verde e florido, já no inverno fica coberto com uma grossa camada de neve. Saem as bicicletas e entram os patinadores nos lagos que se congelam. É um lugar bacana para ser visitado em qualquer época do ano.

Gorky Park

Gorky Park

Jardins de Alexandre

Os Jardins de Alexandre ficam do outro lado do Kremlin, inclusive é lá que fica a entrada dele. Os jardins acompanham toda a muralha oeste do Kremlin até o Rio Moskva, foi construído em 1819 em homenagem ao Czar Alexandre I. Quando eu estive em Moscou estava lindo, tudo coberto de neve, no verão ele fica exuberante do centenas de espécies de flores.

Jardins de Alexandre e a Muralha do Kremlin

Museu Cosmonauta

O Museu dos Cosmonautas, como o nome diz, é um lugar que resgata toda a história do pioneirismo dos soviéticos no espaço. Curioso é que ele não aparece na maioria dos guias de viagens, mas que não pode ficar de fora da sua passagem por Moscou.

O Museu dos Cosmonautas fica na base do Monumento aos Conquistadores do Espaço, uma estrutura grandiosa de 110 metros de altura que representa um foguete sendo lançado. Mais uma obra da megalomania dos russos toda de aço e titânio, algo bem de acordo com a importância do museu.

Leia o post completo sobre o museu

O que fazer em Moscou: Memorial dos Cosmonautas

O que fazer em Moscou: Módulo da Estação Espacial MIR

As estações metrô de Moscou

As estações de metrô de Moscou são as mais bonitas do mundo, achou exagero? Não mesmo, tanto que elas se tornaram pontos turísticos de Moscou. Conhecidas como “Palácio Subterrâneo”, são parecidas com as mais belas galerias de arte e museus importantes do mundo. Saem as paredes frias e sem graça e entram mosaicos, candelabros imensos que poderiam estar nos grandes salões do Palácio Hermitage, arcos e mais arcos dourados, colunas de mármore, pedras nobres, estátuas de bronze, pinturas, relevos, vitrais e tudo que existia de mais rebuscado na época.

Veja aqui o post completo em que eu explico como fazer o passeio

Komsomolskaya

Kremlin de Izmailovo

A palavra Kremlin em russo significa “fortaleza” ou “cidade fortificada” e a Rússia tem algumas dezenas de deles e claro, o mais famoso é o da Praça Vermelha. Mas outro lugar bem conhecido entre os russos é o Kremlin de Izmailovo.

Ele fica no distrito de Izmailovo, nas cercanias de Moscou, foi construído entre 1998 e 2007. Por tanto, não é um lugar histórico, mas um centro de resgate e preservação da cultura russa. A arquitetura do Kremlin de Izmailovo é inspirada nos antigos palácios dos Czares e nas ilustrações de livros de conto de fadas russos.

Leia o post completo aqui

Kremlin de Izmailovo

Kremlin de Izmailovo

Shopping GUM

O Shopping GUM é considerado o mais caro do mundo, eu fiquei surpreso ao ter essa informação, mas andando por seus corredores, a gente entende a razão do título. Um aglomerado de centenas de lojas de luxo com tudo que o mais consumista pode sonhar. Um templo da gastança no prédio que foi um dos símbolos do socialismo.

O que fazer em Moscou: Shopping GUM


Sugestão de roteiro


Dia 1: Praça Vermelha, Catedral de São Basílio, Zaryadye Park e Shopping GUM

Dia 2: Kremlin, Jardins de Alexandre e Catedral do Cristo Salvador

Dia 3: Museu Cosmonauta e Kremlin de Izmailovo

Dia 4: Tour pelo metrô, Gorky Park e Teatro Bolshoi


Planejando a sua viagem


calendario

Quando ir

A Rússia é famosa pelos seus invernos rigorosos, com temperatura constantemente abaixo de zero, podendo chegar aos -20 graus facilmente. Por outro lado, as primaveras são frescas os verões são agradáveis. (leia mais aqui)

 

carro

Como chegar

ão existem voos diretos do Brasil para a Rússia, mas chegar até lá é fácil fazendo conexão na Europa ou até mesmo pelos países do Oriente Médio.  A boa notícia é que hoje em dia é muito fácil chegar a Rússia, veja aqui as melhores opções.

 

icon1

Visto

Brasileiros não precisam de visto para entrar na Rússia, a permissão é dada na entrada e vale para 30 dias. Caso você precise ficar um tempo maior, é necessário obter um visto especial. Veja aqui como foi passar pela imigração russa.

 

icon2

Quanto custa

Moscou não é uma cidade cara,  a boa notícia é que tem opções para todos os bolsos e isso foi algo que me surpreendeu muito. Dá para se divertir muito sem gastar rios de dinheiro.

 

icon3

Como se locomover

A melhor forma de andar por Moscou é de transporte público e nesse ponto o metrô deles é incrível, além de ser uma atração turística e claro, chegam em todos os pontos da cidade e região metropolitana. (veja aqui como usar o metrô de Moscou)

 

icon4

Onde se hospedar

Aqui no blog tem um post com todas as dicas dos melhores lugares para se hospedar em Moscou, as regiões bem interessantes e onde evitar, também.  (clique aqui para ver o post)

 


Reserve um hotel em Moscou


Aproveite as facilidades oferecidas pelo Booking.com e reserve sua hospedagem na Rússia. O Vou na Janela é parceiro do Booking e reservando um hotel por aqui, você ajuda o blog e não paga nada a mais por isso.



Booking.com


Compre aqui seus passeios em Moscou



Resolva aqui a sua viagem


Reserve a sua hospedagem pelo Booking.com

Faça aqui o seu seguro viagem internacional

Compre aqui os ingressos para os seus passeios

Consultoria de viagens e roteiros personalizados

Ebooks e guias para download


Sigam o Vou na Janela no Facebook e no Instagram


mm

Fabricio Moura

Meu nome é Fabricio, moro em São Paulo, sou designer e apaixonado pelo mundo. Descobri que viajar é se perder e se encontrar. Se conhecer melhor e se amar mais. Acumular histórias e experiências. Vamos?

12 Comentários

  • Responder Maio 1, 2018

    Cristina

    Roteiro super completo! Fomos para Moscou e também ficamos 4 dias. Foi bom rever essa cidade grandiosa por aqui. Que venha a copa do mundo! Parabéns pelo conteúdo.

    • mm
      Responder Maio 1, 2018

      Fabricio Moura

      Obrigado, Cristina =)

  • Responder Maio 2, 2018

    Cynara Vianna

    Oi Fabricio, também sou designer e apaixonada por viagens. Adorei o roteiro, meu marido e eu pensamos em ir para Moscou na Copa mas infelizmente não vai dar :(. Com certeza iremos em outra oportunidade e suas dicas foram anotadas. Ah, adorei o lay-out do blog o ícones do planejamento estão uma graça. Parabéns.

    • mm
      Responder Maio 2, 2018

      Fabricio Moura

      Oie! Tudo bem? Obrigado pela mensagem, que bacana que curtiu o blog =) <3

  • Responder Maio 2, 2018

    Analuiza

    O que dizer?! Só mesmo visitando Moscou para entender o significado de palavras como magnífica, esplêndida, majestosa! A cidade é extraordinária, arquitetura incrível, povo simpático e boa gastronomia. O roteiro está massa, ótimo para apreciar esta linda cidade! 🙂 Gostaria de voltar um dia!

    • mm
      Responder Maio 2, 2018

      Fabricio Moura

      Oi Ana, tudo bem? Sim, só que já foi sabe dizer o que é ver tudo aquilo cara a cara. Obrigado pela mensagem!

  • Responder Maio 2, 2018

    Lulu Freitas

    Adorei o seu roteiro! Me senti passeando com você em Moscou. Confesso que o frio de lá me assusta e sempre quando sonho com a Rússia é indo no verão. No entanto, o cenário do parque Gorky branquinho é lindo demais. Bom saber que não é um destinho caro.

    • mm
      Responder Maio 2, 2018

      Fabricio Moura

      Olá, tudo bem? É bemmm mais barato que o restante da Europa. No inverno é lindo, mas os -18 graus era um problema hahah.

  • Adorei o post.. Moscou sempre me encantou por sua arquitetura linda e colorida, mas tem muito mais do que isso e o post está completo, cheio de dicas.

    • mm
      Responder Maio 9, 2018

      Fabricio Moura

      Obrigado, Aline =)

  • Responder Maio 20, 2018

    adriana

    Parabens pelo site, muitas explicacoes, muitas dicas que serao super valiosas na minha viagem p russia. Obrigada

    • mm
      Responder Maio 20, 2018

      Fabricio Moura

      Obrigado, Adriana =)

Deixe uma resposta