La Bodeguita del Medio e El Floridida: a Havana de Hemingway

Bodeguita

Definitivamente o meu lugar favorito em Havana é o La Bodeguita del Medio, o bar cheio de particularidades e que ficou mundialmente conhecido por conta de seus clientes famosos, entre eles o escritor Ernest Hemingway, Fidel Castro e Nate King Cole que faziam uma parada lá para tomar o melhor mojito de Cuba.

O La Bodeguita fica em Habana Vieja, pertinho da Plaza de La Catedral. Em frente ao bar a gente já enxerga de longe a multidão de pessoas na rua. Muitos se acotovelando para pedir um mojito no balcão.

A muvuca

A muvuca

O letreiro mais famoso de Havana

O letreiro mais famoso de Havana

Talvez a maioria não saiba, mas do lado esquerdo do bar tem um corredor que leva aos fundos e a um segundo andar. O La Bodeguita tem vários outros ambientes que são reservados para quem vai beber ou comer. Lá dentro o atendimento é ótimo, algo bem raro em Cuba.

Mojitos em série

Mojitos em série

As paredes cobertas por assinaturas, a marca do La Bodeguita

As paredes cobertas por assinaturas, a marca do La Bodeguita

Nicolás Guillén foi um importante poeta cubano

Nicolás Guillén foi um importante poeta cubano

Reconhece alguma?

Reconhece alguma?

Paredes assinadas

Paredes assinadas

Todas as salas são pintadas de azul e as paredes cobertas por assinaturas de gente de todos os cantos do mundo, muitos brasileiros e claro que eu fiz questão de deixar o meu nome lá.

O famoso mojito é vendido por 5 CUCs (5 dólares), não é barato, mas é realmente o melhor. A comida também é maravilhosa, vale pedir a Ropa Vieja (uma carne desfiada cozinhada por horas) com batata frita e Moros y Cristianos, um prato de arroz com feijão que até eu que não curto feijão comi e adorei.

Andar superior, olha como é bem mais tranquilo

Andar superior, olha como é bem mais tranquilo

Sempre tem uma banda tocando, no final eles passagem pedindo gorjeta ou tentando vender um CD. Se você não pretende dar gorjeta para os caras, evite filmar, fotografar ou ficar muito empolgado com a música.

Guantanamera! 🇨🇺 #Havana #Cuba #LaBodeguitadelmedio #Guantanamera

A video posted by Fabricio Moura | Vou na Janela (@fabriciomoura) on

Nos três dias em que eu fiquei em Havana, fui todos os dias no La Bodeguita, uma prova de que eu realmente amei o lugar e recomendo muito para quem for a Havana.

Seguindo pela Havana de Hemingway, fui para o El Floridita. Um bar que ficou famoso também por conta de outro drink, o daquiri.

O Floridita é bem turistão e explora bastante o nome de Hemingway

O Floridita é bem turistão e explora bastante o nome de Hemingway

Diferente do La Bodeguita del Medio que é um bar bem rústico, o Floridita é mais elegante e explora muito a imagem de Hemingway. Tem um enorme balcão onde o povo se amontoa e ao lado, uma estátua de bronze em tamanho real de Hemingway e que todo mundo vai tirar uma foto com o mestre.

O famoso daquirí custa 6 CUCs (6 dólares), é caro, mas vale cada gole e ainda mais por se tratar de um lugar tão especial.

O lugar é mega movimentado mas super vale a pena

O lugar é mega movimentado mas super vale a pena

O cliente mais ilustre

O cliente mais ilustre

Selfie com o mestre

Foto com o mestre


Como chegar ao La Bodeguita e Floridita


O bar fica na Calle Empedrado, quase na esquina da Catedral de Havana. De longe a gente vê a muvuca e o famoso letreiro amarelo, não tem erro.

O El Floridita não fica muito distante da Bodeguita, ele está no fim da Calle Obispo, a mais famosa de Habava Vieja

 


Leia mais sobre Cuba


O que fazer em Havana
Como é a visita ao Museu de La Revolución Cubana
15 coisas que você precisa saber antes de visitar Cuba
Visitar Cuba é caminhar por seus dois mundos paralelos
Que moeda levar para Cuba
Como conseguir o visto para Cuba
Como é passar pela imigração em Cuba


Sigam o Vou na Janela no Facebook e no Instagram


 

Share on FacebookTweet about this on TwitterShare on Google+Pin on PinterestPrint this page
mm

Fabricio Moura

Meu nome é Fabricio, moro em São Paulo, sou designer e apaixonado pelo mundo. Descobri que viajar é se perder e se encontrar. Se conhecer melhor e se amar mais. Acumular histórias e experiências. Vamos?

Seja o primeiro a comentar