A estação central de trens de Berlim, Hauptbahnhof

Se você vai a Berlim, em algum momento vai passar pela Hauptbahnhof, a estação central de trens de Berlim. Ela é uma das maiores da Europa e de lá partem trens para outros países e para toda Alemanha, além dos trens urbanos S-Bahn e metrô, U-Bahn que cobrem toda a cidade.


A estação central de trens de Berlim


A estação é a maior da Europa e lembra um grande shopping center e tem ao todo 20 plataformas de embarque. No nível superior partem os trens urbanos, S-Bahn, que ligam a Hauptbahnhof a toda cidade, inclusive a linha que liga a estação ao Aeroporto Shonefeld.

Leia mais: Chegando em Berlim pelo Aeroporto Shonefeld

No subsolo partem os trens para outras cidades e países, entre eles os ICEs, que são os trens de alta velocidade que ligam as cidades mais distantes da Alemanha. Daqui partem os trens para Frankfurt, Munique, Hamburgo e as principais cidades da Alemanha, também saem os trens para Amsterdã, Viena e outros países vizinhos.

É a maior estação de trens da Europa

A estação central de trens de Berlim é a maior da Europa

Entre os dois níveis de plataformas, fica a estação da linha U55 do metro, o U-Bahn, que hoje vai da Hauptbahnhof até a estação do Portão de Brandemburgo, muito perto dali, mas ela está sendo ampliada e vai se conectar a outras linhas da rede.

A estação tem também 3 pisos só de lojas, restaurantes e duas saídas, uma para a Europaplatz e outra para a Washingtonplatz, que fica mais próxima dos prédios governamentais e do Reichstag e Portão de Brandemburgo.

Apesar de muito grande, dá para se orientar facilmente nela, basta seguir as placas indicativas das plataformas e tipo de serviços. É como em um aeroporto, os painéis eletrônicos indicam qual de plataforma seu trem partirá.

Leia mais: Como é viajar de trem pela Alemanha


Viagens de trem e metrô dentro de Berlim


Se você vai embarcar nos trens (S-Bahn) ou metrôs (U-Bahn) que cruzam a cidade, os bilhetes precisam ser comprados nas máquinas de autoatendimento que ficam espalhadas pelo saguão principal, já que lá não existem balcões de vendas.

O procedimento é muito simples, o sistema das máquinas está disponível em alemão, inglês, francês, espanhol, polonês e turco. Para quem não fala alemão, basta escolher o melhor idioma para a operação.

A máquina de vendas e ao lado o painel que indica as saídas.

A máquina de vendas e ao lado o painel que indica as saídas.

Depois, basta escolher o tipo de bilhete de acordo com a região de Berlim que você pretende circular. Entre os bilhetes disponíveis estão o Single Ticket para uma única viagem ou o Day Ticket, que vale para o dia todo, além de outros tipos de bilhetes, como o mensal. Vai de acordo com a sua necessidade.

A máquina mostra o valor total da compra e as opções de pagamento. Em geral, as máquinas aceitam notas, moedas e cartões. Mas eu tive problemas em diversas máquinas que não leram meu cartão, isso é bem comum em máquinas mais antigas. Da dúvida, tenha sempre notas e moedas no bolso.

Depois é só seguir para a plataforma corresponde a linha que você pretende usar, vale dizer que plataforma em alemão é gleis e não se esqueçam de validar os bilhetes nas máquinas que ficam na plataforma.

Tem um site muito bom que a gente consegue simular todas as viagens de trem e metrô dentro da cidade, mostrando quais linhas usar e em quais estações fazer conexão (clique aqui).

Leia mais: Post completo sobre como usar o metrô e a rede de transportes de Berlim


Viagens de longa distância


Se você vai embarcar em um trem de longa distância, tem uma dica importantíssima: como os trens são muito grandes e eles ficam parados por pouquíssimo tempo na estação, as vezes, menos de 2 minutos. Vale dar uma conferida nesse painel da foto abaixo, ele mostra em que parte da plataforma o vagão correspondente a sua passagem estará.

Os trens alemães não seguem um padrão de numeração de vagões e de tamanhos, tem composições que vão do 1 ao 10 e outras do 19 ao 40.

Diagrama dos trens

Estação central de trens de Berlim: diagrama dos trens

Nesses painéis, como da foto acima, tem todos os trens que partirão daquela plataforma naquele dia. Note que tem o desenho do trem, onde o número do vagão corresponde a uma letra na plataforma, podendo ir de A a G.

Plataforma do ICE

Estação central de trens de Berlim: plataforma do ICE

Se você tiver alguma dúvida para entender a sua passagem, já que vem tudo escrito em alemão, no post que eu fiz sobre a compra da passagem no site da DB, eu explico cada um dos pontos do bilhete. Dá uma olhada no post abaixo:

Como comprar passagens de trem na Alemanha no site da Deutsche Bahn

Usar a estação central trens de Berlim é muito simples, no começo assusta pelo tamanho, mas é tudo muito bem sinalizado e organizado.


Sigam o Vou na Janela no Facebook e no Instagram


 

mm

Fabricio Moura

Meu nome é Fabricio, moro em São Paulo, sou designer e apaixonado pelo mundo. Descobri que viajar é se perder e se encontrar. Se conhecer melhor e se amar mais. Acumular histórias e experiências. Vamos?

2 Comentários

  • Responder setembro 4, 2018

    Tulio Medeiros

    Boa noite Fabricio, vou viajar para berlim agora dia 26/09, e gostaria de saber se é realmente necessario comprar o ticket para ir de trem de berlim para praga com antecedencia. Obrigado

    • mm
      Responder setembro 5, 2018

      Fabricio Moura

      Tulio, na hora é sempre mais caro do que comprando com antecedência. Já paguei quase 20 euros mais caro em uma passagem por deixar pra comprar na hora.

Deixe uma resposta

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.