O Grande Buda da Ilha de Lantau pertinho de Hong Kong

Grande Buda

Quem chega a Hong Kong pode se surpreender com o rítimo frenético da cidade, com todos aqueles prédios super modernos, veículos apressados e o vai e vem sem fim de pessoas. Mas pertinho da metrópole, a ilha de Lantau tem lagos, floresta densas, praias e o Grande Buda, o Tian Tan Buddha. Um lugar que é completamente o oposto da cosmopolita Hong Kong.

O Grande Buda é a maior estátua de buda sentado ao ar livre do mundo e atrai milhares de turistas todos os dias durante a alta temporada, quem não gosta de lugares cheios, a boa notícia é que ele fica bem tranquilo durante alguns meses do ano, especialmente de fevereiro a maio.

Tudo vazio na entrada

Os 200 degraus até o Grande Buda

Belíssimo, até com chuva

Não bastasse a grandiosidade da estátua, são 34 metros de altura, o Grande Buda fica no alto de uma montanha de floresta densa e para chegar até lá são nada menos de 200 degraus.

Tem que ter um pouco de disposição e no meu caso, uma dose extra pois chovia sem parar no dia. Fiquei imaginando como aquele cenário deve ser bonito em um dia de sol, mas o tempo fechado, a chuva e a névoa davam um tom misterioso e exótico, algo que a gente espera bastante da China, não é mesmo?

Névoa tomando conta do vale, é lindo e um pouco misterioso

O monastério

Dentro do Grande Buda funciona um museu, não é muito interessante, tem muitas fotos, algumas peças antigas de arte chinesa e uma relíquia de Buda.

Lá de cima a vista é bacana, dizem que com tempo aberto dá pra ver até Macau, mas naquele dia o que chamava atenção era a densa floresta verde incrivelmente preservada da Ilha de Lantau.

E caia um dilúvio

Nos pés do Grande Buda fica o Po Lin Monastery, o maior templo budista de Hong Kong. Lindo por fora e impressionante por dentro, esbanjando detalhes em vermelho e dourado. No entorno do templo tem jardins lindos, cheio de cantinhos especiais e bem tranquilos.

Entrada do monastério

Para chegar até o Grande Buda a gente ainda precisa comprar um ingresso – nada é grátis em Hong Kong – e custa 65 HKG (R$ 27,00) e o lado bom é que inclui um almoço modesto no restaurante do monastério.

Visitar o Grande Buda de Lantau é meio que obrigatório para quem visita Hong Kong, vale até aguentar a multidão de turistas na alta temporada, ou a chuva e os pés molhados, no meu caso.


Como chegar ao Grande Buda


Existem duas formas de chegar até a Ilha de Lantau e o Grande Buda. A maneira mais rápida e que todo mundo usa, combinando metrô e o teleférico Ngong Ping 360 ou de barco e ônibus até o Grande Buda. Vou explicar melhor abaixo:

De metrô

A linha amarela (Tung Chung Line) do MTR vai da Ilha de Hong Kong até Lantau. O desembarque é no final da linha, na estação Tung Chung. Na estação, pegue a saída B para o Ngong Ping 360.

Essa saída fica ao lado de um shopping e em frente a um terminal de ônibus. Quem não quiser subir até o Grande Buda de teleférico, pode subir de ônibus, mas não é desse terminal que saem os ônibus até lá.

Pegue a linha 3 amarela

A saída B

E siga as placas

Saindo da estação, basta atravessar o pátio, passar pela entrada de veículos do terminal e logo adiante já fica a estação do teleférico.

O Ngong Ping 360 não funciona em alguns meses do ano quando ele fecha para manutenção, e também quando chove forte o que foi o meu caso. Tive que subir de ônibus.

Existem dois tipos de cabine no teleférico, a Standard e a Crystal, que tem o piso de vidro e permite uma visão melhor durante o passeio.

O bilhete de ida e volta na cabine Standard custa 185 HKG (R$75,00) e na Crystal 255 HKG (R$ 103,00). Quem já fez o passeio na cabine Crystal diz que a diferença de valores não vale a pena, não é tão incrível assim.

O trajeto tem 6km, é o maior teleférico da Ásia e demora 25 minutos até a estação ao lado do Grande Buda.

Quem quiser subir até o Grande Buda de ônibus, ao lado da estação do Ngong Ping 360 fica um terminal de ônibus, a ida e volta custa 50 HKG (R$20,00) e a viagem demora de 30 a 40 minutos.

Para subir de ônibus, precisa comprar o bilhete de ida e volta nessa cabine

E pegar o ônibus 23

Clique aqui para saber como usar o metrô de Hong Kong


De barco

Uma maneira diferente de ir de Hong Kong a Lantau é de barco, que eu acho super legal, é um jeito bem local de fazer o passeio.

Os barcos saem do Pier 6 em Central Piers na Ilha de Hong Kong. Basta pegar o barco para Mui Wo Pier em Lantau. Chegando em Lantau, uma dica bacana é pegar o ônibus número 1 para Tai-O, um vilarejo pesqueiro bem típico da China.

De Tai-O até o Grande Buda, basta pegar o ônibus 21 para PoLin, que é onde fica o Tian Tan, o Buda.


Procurando hospedagem em Hong Kong?


Olha a nossa lista de sugestões no Booking.com. Reservando um hotel pelo Booking, você ajuda o blog e não paga nada a mais por isso. Clique aqui


Sigam o Vou na Janela no Facebook e no Instagram


 

Share on FacebookTweet about this on TwitterShare on Google+Pin on PinterestPrint this page
mm

Fabricio Moura

Meu nome é Fabricio, moro em São Paulo, sou designer e apaixonado pelo mundo. Descobri que viajar é se perder e se encontrar. Se conhecer melhor e se amar mais. Acumular histórias e experiências. Vamos?

Seja o primeiro a comentar