Chegando em Hong Kong: visto, imigração e transporte até a cidade

chegando em hong kong

Se você está planejando uma viagem para Hong Kong, saiba que o mais difícil da sua jornada vai ser o longo trajeto até lá. Chegando em Hong Kong, tudo fica muito fácil e prático, da porta do avião até o centro da cidade.

Nesse post eu vou fazer um resumão, com tudo que você precisa saber antes de chegar a Hong Kong, para que você não se perca e tão pouco se desespere do outro lado do mundo.


Chegando em Hong Kong


Visto

Hong Kong pertence a China e cidadãos brasileiros precisam de visto para entrar na China, porém, a boa notícia é que como Hong Kong é um território autônomo (assim como Macau), brasileiros não precisam de visto para visitar o território.

Inclusive, quem desejar fazer um bate-volta até Macau, também não precisa de visto, só o passaporte válido.


Imigração em Hong Kong

Eu cheguei a Hong Kong em um voo vindo de Bangkok na Tailândia e ainda no avião, a tripulação distribuiu o formulário de imigração, o Arrival Card. O documento é super simples de ser preenchido, tem poucos campos e nada muito diferente do que a gente vê nos formulários de imigração. Os campos devem ser preenchidos com letras de forma e não pode ter rasuras e nem dobras.

Formulário de imigração em Hong Kong

Formulário de imigração em Hong Kong

No campo “Address in Hong Kong” pode colocar somente o nome do hotel ou hostel, se for um Airbnb ou casa, aí tem que colocar o endereço completo.

Após sair do avião, é só seguir as placas “Arrival” e “Immigration”. Dependendo do seu portão de desembarque, tem que pegar um trem interno que percorre o terminal até a área da imigração. Mas não se preocupe, é tudo super prático e basta seguir o fluxo de pessoas.

Imigração em Hong Kong

Imigração em Hong Kong

Chegando na imigração, um funcionário confere se o formulário está preenchido e já te encaminha para o balcão.

O oficial de imigração não fez nenhuma pergunta, absolutamente nada. Nem olhou na minha cara, melhor assim, não é mesmo? Emitiu o visto e me deu um papel que deve ser devolvido quando a gente vai embora.

Eles recomendam que a gente mantenha esse papel dentro do passaporte e não perca de forma alguma.

Diferente de outros países, em Hong Kong eles não carimbam o passaporte, mas imprimem um visto que é colado no passaporte. Olha a imagem abaixo:

O visto tem validade de 90 dias de permanência em Hong Kong.

Visto para Hong Kong

Visto para Hong Kong


Como ir do aeroporto de Hong Kong até a cidade


O Aeroporto Internacional de Hong Kong – Chek Lap Kok – fica em uma ilha artificial na parte norte a Ilha de Lantau. O aeroporto fica distante da cidade, mas existe um trem que faz a ligação direta com a cidade. Também existem linhas de ônibus e os tradicionais táxis como opções.

Depois da área de desembarque, basta seguir as placas “To City”. Em um determinado ponto você vai encontrar a placa abaixo indicando a direção do trem, dos táxis e dos ônibus.

Chegando em Hong Kong: transportes para a cidade

Chegando em Hong Kong: transportes para a cidade

Chegando em Hong Kong

Chegando em Hong Kong


De trem

O trem certamente é a maneira mais prática e rápida para ir do aeroporto até a cidade. O MTR – Airport Express liga o aeroporto a Ilha de Hong Kong em 25 minutos e circula em um intervalo de 12 minutos. O primeiro trem começa a funcionar às 6h da manhã e o último a 1h da madrugada.

O trem pára nas estações Tsing Yi Station, Kowloon Station e Hong Kong Station. O preço da passagem vai variar de acordo com a estação de desembarque e se é uma viagem (single journey) ou ida e volta (round trip).

Em junho de 2017, os preços eram esses para uma única viagem:

  • Aeroporto x Hong Kong Station: 100 HK$ (R$ 41,80)
  • Aeroporto x Kowloon Station: 90 HK$ (R$ 37,62)
  • Aeroporto x Tsing Yi Station: 60 HK$ (R$25,08)

Os bilhetes podem ser comprados em um balcão logo depois das esteiras de bagagens ou nas casas de câmbio, o preço é o mesmo. Veja se existe alguma promoção, quando eu fui, eles tinham o single journey para duas pessoas por 150 HK$.

Bilhete do trem

Chegando em Hong Kong: Bilhete do trem

Interior do trem

Chegando em Hong Kong: Interior do trem

Em qualquer uma das estações de desembarque a gente tem acesso a rede de metrôs da cidade, mas o bilhete do Airport Express não vale para fazer a integração com metrô, trem ou ônibus.

Quem vai se hospedar próximo das estações Kowloon ou Hong Kong Station, existem algumas linhas de ônibus gratuitas que passam em frente a vários hotéis. Ao desembarcar na estação, basta seguir as placas “Free shuttle bus”.

Chegando em Hong Kong: siga a placa "Free Shuttle Bus"

Chegando em Hong Kong: siga a placa “Free Shuttle Bus”

Em Kowloon, as linha começam com a letra K e vão do 1 ao 5, em Hong Kong Station, as linhas começam com a letra H e vão do 1 ao 4.

Chegando na área de embarque dos ônibus nas estações, é só esperar no portão correspondente ao seu ônibus.

Portão de embarque dos ônibus

Chegando em Hong Kong: Portão de embarque dos ônibus

No site da MTR existe uma lista de todos os hotéis atendidos pelas linhas, vale conferir se o seu hotel está na lista ou pelo menos nas proximidades, pois o ônibus gratuito é uma bela economia de tempo e dinheiro. (clique aqui)

Leia mais:
Como usar o metrô de Hong Kong


De ônibus

Dentro do Aeroporto de Hong Kong existe uma estação rodoviária de onde saem ônibus para todas as partes de Hong Kong, Kowloon e Lantau.

As viagens são em confortáveis ônibus de dois andares e todos tem lugar para colocar as malas, mas se o ônibus estiver lotado, não vai ter jeito, a mala vai onde der pra ir.

A passagem do ônibus varia de acordo com o destino, como no trem, mas a diferença é que ele é bem mais barato. Para ter uma ideia, a passagem de trem do aeroporto até a estação final, a Hong Kong Station custa 100 HK$ (R$ 41,80) já o ônibus faz a mesma viagem por 31 HK$ (R$ 13,00).

A desvantagem do ônibus é que ele demora cerca de 1 hora para fazer o mesmo trajeto, claro, dependendo do trânsito.

Para saber qual linha pegar, no site do aeroporto tem uma lista (clique aqui).


Dica para quando você estiver indo embora de Hong Kong


Na estação Kowloon tem um serviço muito interessante, eles montaram uma área de check-in e despacho de bagagem para quem vai pro aeroporto. Ótimo para o passageiro não ficar arrastando a mala pra cima e pra baixo e claro, também para reduzir o peso e volume nos trens.

Caso seu voo seja mais tarde, você já faz o check-in, despacha a mala e vai passear pela cidade antes de ir para o aeroporto.

Check-in remoto

Check-in remoto

Eu fiquei meio desconfiado do serviço, perguntei ao rapaz do guichê se eu podia confiar e ele sorriu e disse que milhares de pessoas usam o serviço todos os dias e nunca tiveram problemas. Toma, meu filho!

Hong Kong é uma cidade onde as coisas funcionam impecavelmente, um belo exemplo para muitos lugares.


Procurando hospedagem em Hong Kong?


Olha a nossa lista de sugestões no Booking.com. Reservando um hotel pelo Booking, você ajuda o blog e não paga nada a mais por isso. Clique aqui


Sigam o Vou na Janela no Facebook e no Instagram


 

Share on FacebookTweet about this on TwitterShare on Google+Pin on PinterestPrint this page
mm

Fabricio Moura

Meu nome é Fabricio, moro em São Paulo, sou designer e apaixonado pelo mundo. Descobri que viajar é se perder e se encontrar. Se conhecer melhor e se amar mais. Acumular histórias e experiências. Vamos?

4 Comentários

  • Responder setembro 26, 2017

    Leandro

    Estou indo para Hong Kong e andei lendo tanto que preciso quando que não preciso de certificado de vacina da febre amarela. Você saberia me dizer, por favor, se é necessária a vacina?

    • mm
      Responder setembro 27, 2017

      Fabricio Moura

      Em HKG a vacina não é obrigatória.

  • Responder outubro 26, 2017

    Anderson

    muito bom seu post (assim como todo o site/blog). bem clean. informações valiosas e sem rodeios. parabéns! assim que surgir a oportunidade, pretendo ir a Hong Kong e Macau apenas, pois o processo de visto me “cansa” um pouco.

    • mm
      Responder outubro 26, 2017

      Fabricio Moura

      Oi Anderson, tudo bem? Cansa mesmo, viu?! Eu estou planejando uma viagem de volta ao mundo e tô evitando países em que a gente precisa de visto, menos os EUA pq esse eu já tenho, no mais, tô evitando.

Deixe uma resposta