Quanto custa viajar para o México para viajantes econômicos

Quanto custa viajar para o México

Eu preciso compartilhar com vocês que a minha viagem de 17 dias pelo México foi mais barata do que eu pensava. Eu sabia que era barato viajar pelo país, sabia que existiam lugares caros e logicamente eu fugi de todos eles. O que eu gastei em pouco mais de duas semanas seria o equivalente a uma semana na Europa. Para te ajudar a ter uma ideia de quanto gastar, vou te dizer quanto custa viajar para o México e o que fazer para economizar ainda mais.


Quanto custa viajar para o México?


Respondendo rapidamente, é barato! Mas existem lugares caros, onde tudo é cotado em Dólar, como Cancun e a badalada Riviera Maia. Por outro lado, existem lugares incríveis, praias sensacionais que você vai gastar bem pouco. Mas vamos por partes, ok?

Passagem aérea até o México


A parte mais cara da viagem certamente será a passagem de ida e volta do Brasil até lá. Mas antes que você fique desanimado, não é incomum achar excelentes tarifas em voos diretos da Latam ou Aeroméxico ou em conexão no Panamá com a Copa ou em Bogotá com a Avianca.

Eu paguei R$1.700,00 na minha passagem de ida e volta já com as tarifas de embarque no voo direto da Latam Airlines de São Paulo a Cidade do México e conexão até Guadalajara. Esse é um bom preço para pagar, acho que uma passagem para o México acima de 2 mil reais é muito acima da realidade.

Dias depois de ter comprado, a Copa Airlines fez uma promoção para o México com conexão no Panamá por R$1.500,00. Aí dias depois a Latam respondeu com mais uma promoção no voo direto por R$1.253,00. Realmente muito barato.

Se locomovendo dentro do México


A melhor forma de se deslocar entre as cidades mexicanas é de avião, pois além de serem muito baratos, muitas estradas são ruins e a estrutura das empresas rodoviárias não é das melhores.

O México vive um bom momento com a criação de várias empresas aéreas do segmento low-cost e com preços imbatíveis. Resumidamente, o mexicano tem trocado o busão pelo avião literalmente.

Nesse bolo tem a Interjet, Volaris, Viva Aerobus; As regionais Aeromar, Calafia Airlines, TAR e Magni Charters; Não esquecendo da principal empresa do país, a AeroMéxico.

Eu voei de Guadalajara até Puerto Vallarta com a Calafia Airlines e paguei R$126,00 no trecho já com despacho de bagagem. Tinha um voo operado pela Interjet que era ainda mais barato, mas o horário era ruim.

Outro voo que eu fiz foi de Puerto Vallarta até a Cidade do México com a AeroMéxico e eu paguei R$162,00 também com franquia de bagagem de uma mala de até 23 quilos. O trecho da Cidade do México até Tijuana eu usei milhas e a viagem de Tijuana até Guadalajara eu paguei R$235,00 também na Aeroméxico.

Hospedagem


A oferta de hotéis e hostels no México é imensa. Se você quiser pagar bem pouco, vai encontrar hostels por R$45 reais na Cidade do México e nas cidades de praia. Se quiser gastar um pouco mais, tem uma rede de hotéis muito boa chamada ONE, é tipo um IBIS só que melhorado e com café da manhã grátis. Na Cidade do México uma diária custa em média R$125,00.

Aqui no blog tem um post para te ajudar a escolher onde se hospedar na Cidade do México, leia aqui.

Na região de Cancun e Riviera Maya a hospedagem costuma ser um pouco mais cara. Claro, tem os mega resorts com preços astronômicos, mas dá pra encontrar com facilidade boas acomodações por um preço bacana.

Exemplificando melhor, em Cancun existem alguns hotéis 3 estrelas com diárias por até R$200,00 e hostels por até R$40,00, mas claro, são acomodações mais simples e geralmente em lugares mais afastados.

Confira aqui a minha lista de hotéis em Cancun.

Um lugar bacana que a comunidade mochileira ama é Playa del Carmen na Riviera Maia, não muito distante de Cancun, lá você achará hostels bem localizados por até R$50,00 e hotéis bacaninhas por até R$200,00.

Confira aqui a minha lista de hotéis em Playa del Carmen

Outro lugar que eu gosto é Puerto Vallarta, a cidade fica na costa do Pacífico e é a porta de entrada para a Riviera Nayarit. Tem praias lindas e pouco explorada pelos turistas, e a boa notícia é que os preços lá são bem menores que em Cancun.

Confira aqui a minha lista de hotéis em Puerto Vallarta

Alimentação


Comer no México é muito barato, em um restaurante mediano você vai gastar uma média de R$40,00 com almoço, bebida e propina, a gorjeta praticamente obrigatória que a gente tem que pagar pra quem nos atende lá.

Mas se você quiser comer na rua, algo que eu recomendo muito, vai pagar uma pequena fração disso. Um Pambazo, um prato que eu amei lá custa 30 pesos (5 reais) nas barraquinhas de comida de rua. Tortilhas de carne custam em média 35 pesos (6 reais); Gorditas por 50 pesos (8,50 reais).

O dia em que eu paguei mais caro em um restaurante, custou uns 60 reais. Ou no na filial mexicana do Bodeguita del Medio de Cuba que eu paguei 400 pesos (70 reais) em um prato de Moros & Cristianos e 3 mojitos.

Passeios


Passeios no México são um pouco caros, principalmente quando a gente compara com o preço de outros lugares do mundo e em contraste com os bons preços de alimentação, passagens aéreas domésticas e hospedagem.

Por exemplo, para visitar as Pirâmides de Teotihuacan eu paguei 560 pesos (98 reais) pelo tour de um dia. Achei caro, dá pra fazer o passeio por conta própria, mas com o tempo curto, foi a melhor opção.

Os passeios na região de Cancun e Riviera Maia são absurdos! Todos são cotados em dólar e passam facilmente dos 100 dólares um tour de um dia para visitar algumas ilhas ou praias “paradisíacas” cheia de turistas ou ruínas Maias em Tulum.

Apesar de Puerto Vallarta ser menos bombada que Cancun, os preços dos passeios lá também são salgados. Um passeio de barco de meio dia para visitar algumas ilhas não sai por menos de 60 dólares ou 100 dólares pelo full day.

Os museus da Cidade do México tem ótimos preços, em média 70 pesos a entrada (12 reais), o mais caro deles é o Frida Kahlo que nos finais de semana custa 220 pesos (38 reais) e de terça a sexta 200 pesos (35 reais).

Leia mais:

Como é a visita ao museu Frida Kahlo
O Museu Nacional de Antropologia na Cidade do México

Em Guadalajara eu fiz um tour naqueles ônibus turísticos de dois andares, o bilhete custou 130 pesos (22 reais) de segunda a sexta ou 140 pesos (24 reais) no sábado, domingo e feriados.

Quanto eu gastei por dia no México


Eu levei 6.000 pesos (1.000 reais) e lá precisei fazer um saque de mais 3.000 pesos (500,00 reais), pois eu acabei comprando algumas coisinhas. Mas os 6.000 iniciais dariam perfeitamente para um orçamento mais enxuto e sem compras.

Contando os museus, alimentação e transporte, eu gastei uma média de 500 pesos por dia (85 reais), mas tive dias de não gastar nem 200 pesos, isso é muito relativo e quem já viajou sabe como é. Mas serve para você ter uma ideia dos gastos diários no México.

Se locomover na Cidade do México é muito barato, o metrô custa 5 pesos (0,80 centavos). O táxi também é bem barato, Uber e Cabify são ainda mais baratos, por isso eu usava mais essas duas opções de transporte.

Para você ter uma ideia dos preços, um Cabify do hotel onde eu me hospedei na região central da Cidade do México até o aeroporto custou 100 pesos (17 reais).

Fora da Cidade do México o transporte público não é bom, aí não tem jeito, tem que apelar para o Táxi ou Uber, onde ele funcionar. Mas ainda assim é barato. Do hotel em Guadalajara até o aeroporto eu paguei 150 pesos (25 reais) e em Puerto Vallarta eu paguei 85 pesos (15 reais).

Dicas para economizar ainda mais no México


1) Coma a autêntica comida de rua. Você vai perceber que os mexicanos não comem em restaurantes, só nas barraquinhas das calçadas. Só aí você já vai ter economizado muito e a comida é ótima.

2) Use o metrô na Cidade do México e economize muito em transporte.

3) Evite lugares muito turísticos e americanizados como Cancun e a Riviera Maia, no lugar, explore a costa do Pacífico. Dá um google aí em La Paz e Cabo San Lucas na Baja Califórnia e depois me agradeça.

4) Leve reais e troque lá no México por Pesos. A maioria das casas de câmbio que eu vi aceitam reais e a cotação é boa, bem melhor do que encontramos aqui no Brasil. Trocar reais em dólar para trocar lá por pesos é loucura, não faça isso, você vai perder muito na conversão.


Sigam o Vou na Janela no Facebook e no Instagram


 

Share on FacebookTweet about this on TwitterShare on Google+Pin on PinterestPrint this page
mm

Fabricio Moura

Meu nome é Fabricio, moro em São Paulo, sou designer e apaixonado pelo mundo. Descobri que viajar é se perder e se encontrar. Se conhecer melhor e se amar mais. Acumular histórias e experiências. Vamos?

Seja o primeiro a comentar