Como chegar em Ayutthaya, cidade histórica da Tailândia

Como chegar em Ayutthaya

Como chegar em Ayutthaya, cidade histórica que foi capital do Reino do Sião (hoje Tailândia) e Patrimônio Mundial da Humanidade da Unesco, um passeio imperdível para quem vai a Bangkok.

A cidade fica localizada a aproximadamente 80 quilômetros ao norte de Bangkok, para chegar até lá existem ônibus, vans, tours e o trem, que eu acho que a maneira mais bacana e incrivelmente barata e como chegar em Ayutthaya.


Como chegar em Ayutthaya


De trem

Os trens para Ayutthaya partem da estação central de Bangkok, a Hua Lamphong. Chegar lá é muito fácil, tem uma estação de metrô com o mesmo nome em frente e para quem estiver hospedado na região da Khaosan Road, um táxi (com taxímetro ligado) vai custar no máximo 100 Bahts (10 reais).

Como chegar a Ayutthaya: passagem de trem

Como chegar em Ayutthaya: passagem de trem


Bilheteria e o telão acima com os horários dos trens

Bilheteria e o telão acima com os horários dos trens

As passagens podem ser compradas na hora, direto na bilheteria da estação e existem duas classes de serviço: a Segunda Classe, que tem poltronas marcadas, mais confortáveis e ar condicionado e a Terceira Classe, que não tem como marcar as poltronas, nada de ar condicionado e costuma ir bem lotada.

A passagem na Segunda Classe custa 250 Bahts (25 reais) e na Terceira Classe custa incríveis 15 Bahts (1,50 real). O problema é que por conta do baixo preço e da quantidade pequena de vagões, os bilhetes da Segunda Classe vivem esgotados.

Para quem gosta de trens antigos, é um prato cheio

Para quem gosta de trens antigos, é um prato cheio

Quando eu fui, não teve jeito, tive que ir de Terceira Classe curtindo o vento e o calorão da Tailândia na cara. Recomendo chegar cedo para tentar pegar um lugar na ida. Já na volta, tem que contar com a sorte, pois como o trem vem de outra cidade, costuma já chegar bem cheio na estação Ayutthaya.

Os trens para Ayutthaya saem em média de hora em hora, a viagem dura de 1h20 até 2h (já ouvi casos em que demorou bem mais), vai depender do tempo de parada nas várias estações no caminho e do tráfego de trens. Quando eu fui, a ida demorou 1h40 e a volta 1h10.

Interior dos vagões da terceira classe

Interior dos vagões da terceira classe


Até que tem um bom espaço

Até que tem um bom espaço

Confiram o vídeo onde eu mostro como ir de Bangkok até Ayutthaya gastando pouco:


De ônibus ou van

Os ônibus e vans para Ayutthaya saem da Mo Chit Bus Station, que tem acesso pelo metrô. Os ônibus que fazem a linha são os de número 3, 26, 77, 96, 104 e 509. A passagem custa 50 bahts (5 reais) e a viagem demora em média 2h ou mais, pois vai depender do trânsito caótico de Bangkok e do número de paradas.

As vans saem do mesmo lugar, elas costumam ter uma placa com o destino na frente e a passagem custa 70 bahts (7 reais) e a viagem dura em média 1h, mas claro, também depende do trânsito. O ponto negativo é que eles ficam esperando a van encher, o que as vezes acontece rápido, outras, nem tanto.

Ponto de saída das vans

Ponto de saída das vans


Contratando um tour

É a maneira mais cômoda, mas menos original. Os tours são vendidos em todas as partes de Bangkok e custam em média 600 bahts (60 reais).

Geralmente eles passam nos hotéis no comecinho da manhã e voltam para Bangkok no fim da tarde. O tour inclui o transporte ida e volta e a visita aos principais templos de Ayutthaya. Importante dizer que esses tours não incluem guia, eles param na porta dos templos e determinam um tempo para visita em cada um deles. O tour também não inclui a entrada dos templos.


Como andar em Ayutthaya


Se você contratou um tour, não precisa se preocupar em como andar em Ayutthaya. Mas se você chegou até lá por conta própria, vai ter que procurar uma opção de como andar pela cidade e principalmente, entre os templos.

De bicicleta

Eu li em alguns blogs gringos essa sugestão, achei até interessante, mas chegando em Ayutthaya você vai perceber que com o calorão que faz naquele lugar, pedalar debaixo do sol forte não é a opção mais inteligente.

Fora que, da estação ferroviária até a área dos templos é longe e o trânsito em Ayutthaya é pesado. Eu tinha uma imagem de cidadezinha pacata e pequena, nada disso, a cidade é enorme.

De tuk-tuk

Foi a melhor opção, eu bem que tentei achar um táxi, mais por conta do ar condicionado, mas não rolou. Logo na porta da estação fica um balcão onde a gente pode contratar um tuk-tuk, eu paguei 900 bahts (90 reais) por 5 horas de passeio.

O valor pode ser um pouco caro para quem estiver sozinho, mas no tuk-tuk cabem até 4 pessoas. Uma ótima opção para quem estiver em pelo menos duas pessoas, o que era o meu caso.

O motorista sugere um roteiro com os principais templos, mas você pode sugerir o seu, claro, dentro daquelas 5 horas.

Antes de contratar o tour, recomendo consultar na estação os horários de trem de volta a Bangkok e chegar na estação pelo menos meia hora antes da partida, pois o bilhete de volta só é vendido na hora.



Eu já estive em Bangkok mais 5 vezes e aliás, já morei lá durante o ano de 2018. Todos os hotéis que eu vou indicar neste post eu já conheço e já me hospedei neles. Leia o post completo com todas as dicas ou confira os principais destaques aqui embaixo:

Rambuttri Village Plaza é um achado! Ele fica no coração do centro histórico de Bangkok, pertinho da Khao San. Embora essa região seja bem cheia, ele fica em uma rua super gostosa e bem tranquila. E foi neste hotel que eu me hospedei em duas ocasiões em Bangkok.

Amara Bangkok faz parte de uma rede de hotéis lá da Ásia, com duas unidades em Singapura, uma em Xangai e este em Bangkok. E não é exagero dizer, esse foi o melhor hotel que eu fiquei em Bangkok.

Prime Hotel Central Station foi reformado a pouco tempo, o quarto era enorme, com uma cama muito confortável. Uma bela vista da estação Hua Lampong, de onde saem os trens para Ayutthaya e para todos os cantos da Tailândia. 

The Quarter Ladprao fica em uma localização super estratégica em Bangkok, perto do Aeroporto Don Mueang e com fácil acesso de trem ao Aeroporto Internacional Suvarnabhumi.

Por fim, um hotel para quem está em trânsito. Eu fiquei no Suvarnabhumi Ville Airport Hotel durante uma conexão longa no Aeroporto Internacional Suvarnabhumi. O hotel fica ao lado do aeroporto, coladinho na pista. Inclusive eles tem um bar no rooftop – que serve drinks maravilhosos e ótimos pratos –  e de onde temos uma vista sensacional dos pousos e decolagens.


Quando ir e quanto custa:
Qual é a melhor época para visitar a Tailândia
Quanto custa viajar para a Tailândia?
Custo de vida na Tailândia
Que moeda levar para a Tailândia

Imigração e serviços:
Chegando em Bangkok por Suvarnabhumi e Dom Mueang
As companhias aéreas low-cost da Tailândia
Como funciona o Grab, o Uber da Ásia
Chip de internet na Tailândia

Leia mais::
Perigos e golpes na Tailândia
15 coisas que você precisa saber antes de visitar
Songkran, o ano novo tailandês

Para organizar a sua viagem:
O que fazer em Bangkok
Onde ficar em Bangkok
Como usar o metrô de Bangkok

Roteiros em Bangkok:
O que fazer em Bangkok
O melhor roteiro de barco em Bangkok
8 experiências em Bangkok
O que fazer em Ayutthaya (bate volta)

Atrações de Bangkok:
Grand Palace e Wat Phra Kaew
Wat Arun: o templo do amanhecer
Wat Pho: o templo do Buda deitado
Passeios de barco em Bangkok
O melhor roteiro de barco em Bangkok
Chinatown e o templo do Buda de Ouro
Templo de Mármore em Bangkok
Templo Golden Mount
Mercado Flutuante
Mercado do trem
Khao San Road
Suan Pakkad Palace
Chatuchack Weekend Market
Asiatique
Iconsian
Jim Thompson House
Caminhe sobre Bangkok em uma passarela de vidro


Como chegar em Ayutthaya
O que fazer em Ayutthaya (bate volta)


O que fazer em Chiang Mai
Onde ficar em Chiang Mai
Aldeia das “mulheres girafa”
Tiger Kingdom
Templo Doi Suthep
Festival das Laternas de Chiang Mai
Uma experiência com os monges de Chiang Mai


Sukhothai, o berço da civilização tailandesa


Krabi & Railay Beach
Railay Beach, como chegar e o que fazer
Roteiro pelas ilhas saindo de Krabi
A ilha dos morcegos gigantes
Tour das 7 ilhas

Phi Phi Island
O que fazer em Phi Phi Islands
Como chegar em Phi Phi
Onde ficar em Phi Phi
Maya Bay
Mergulho em Phi Phi

Phuket
O que fazer em Phuket
Patong Beach em Phuket

Koh Lipe
O que fazer em Koh Lipe
Como chegar em Koh Lipe
Onde ficar

Koh Samui
Dicas de Koh Samui, como chegar e o que fazer
Três ilhas unidas por uma praia em Koh Ningyuan










Reservando um serviço com um dos parceiros do blog, você ajuda o Vou na Janela a produzir mais conteúdo e não paga nada a mais por isso. O Vou na Janela só recomenda empresas e serviços em que confia.


Compartilhe este post:
mm

Fabricio Moura

Meu nome é Fabricio, moro em Bangkok na Tailândia, sou designer e apaixonado pelo mundo. Descobri que viajar é se perder e se encontrar. Se conhecer melhor e se amar mais. Acumular histórias e experiências. Vamos?

1 Comentário

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.