Koh Nangyuan: três ilhas unidas por uma praia em Koh Samui

Koh Samui Quanto custa viajar para a Tailândia:

No ano passado eu fiz a minha primeira viagem pela Ásia e conheci muitos lugares na Tailândia, mas ficou um gostinho de quero mais. Esse ano eu voltei para poder visitar alguns lugares que não tinha conseguido na primeira viagem e um deles foi Koh Samui.

Mas o que me fez voltar a Tailândia e especialmente a Koh Samui? Posso te dizer que foi tudo por causa de uma imagem, essa imagem que está na capa do post. Parece o paraíso, não é mesmo? Um lugar no meio do oceano onde três ilhas são unidas por uma faixa de areia branca.

Pronto, bastou para despertar a minha curiosidade e eu coloquei Koh Samui no meu roteiro. Esse pedacinho do paraíso se chama Koh Nangyuan e fica distante 1h30 de lancha rápida desde Koh Samui, ela fica coladinha em Koh Tao, uma outra ilha bem grande da região.

A primeira imagem que a gente tem da ilha ainda no pier

A primeira imagem que a gente tem da ilha ainda no pier

Quem visita essas ilhas, especialmente Koh Nangyuan, tem Koh Samui como base e ponto de partida. Samui é bem desenvolvida, tem um aeroporto internacional e uma enorme rede hoteleira. Samui por si só já é um excelente destino com vida noturna agitada, templos e praias bonitas.

Foi em Samui que eu contratei um tour até Koh Nangyuan e Koh Tao, mas eu explico melhor mais abaixo sobre como fazer isso.

A estreita faixa branca que une as ilhas

A estreita faixa branca que une as ilhas

Para entrar em Koh Nangyuan a gente paga uma tarifa de 100 Bahts, que dá uns 10 reais e tem revista no píer, não pode entrar nas ilhas com garrafa de água, uma forma de protegerem a natureza no local, reduzir a produção de lixo a claro, fazer o povo consumir nos bares da ilha.

Três ilhas, uma faixa de areia e uma infinidade de corais e peixes em torno de uma natureza única.

Caminhando pelo píer a gente já fica encantado com a transparência da água e a quantidade absurda de peixes. Mas o melhor ainda estava por vir, ou as melhores surpresas de Koh Nangyuan.

A primeira coisa que todo mundo faz é subir até o mirante (view-point) em uma das ilhas para poder ver essa maravilha do alto, sabe aquela imagem de cartão postal das ilhas? A imagem de capa do post? Isso que eu queria ver.

Passarela que leva até a escadaria do mirante e praia ao fundo

Passarela que leva até a escadaria do mirante e praia ao fundo

 

Passarela junto ao mar que dá acesso as escadas que levam ao mirante

Passarela junto ao mar que dá acesso as escadas que levam ao mirante

A vista compensa

A vista compensa

Chegar ao mirante é fácil, basta seguir as plaquinhas, passar por uma passarela junto ao mar e subir a longa escada até o topo. A escadaria tira o fôlego da gente, é bem alto. O mirante em si é um conjunto de pedras de onde o povo sobe para ver as ilhas e claro, fazer mil fotos.

Tenha muito cuidado nas pedras, pois é um lugar bem perigoso, não existe corrimão, corda, parapeito… enfim, nada para garantir a segurança das pessoas que ficam se amontoando para fazer uma selfie. Cair ali e se machucar é muito fácil.

Depois do mirante, o melhor é descer e curtir a praia. A praia branquinha é uma mistura de areia, pedrinhas e restos de coral, que machucam um pouco os pés, mas é lindo mesmo assim.

Cardumes e mais cardumes de peixes

Cardumes e mais cardumes de peixes

Perfeito para snorkel

Perfeito para snorkel

Coral

Coral

O mar é perfeito para fazer snorkel, se você não tiver uma máscara, o tour tem máscaras inclusas e dá para alugar na ilha. A transparência da água, o coral a um metro de profundidade e a variedade enorme de peixes é lindo de ver. Vale muito a pena e é algo que você não pode deixar de fazer.

A ilha tem também um bom restaurante, bares e umas lojinhas. Também tem um resort lá com vários bangalôs, fico imaginando que se hospedar ali deve ser legal, mas sem muita privacidade, pois a ilha costuma receber muitos turistas, o que deve tirar a paz de quem se hospeda ali.


Como chegar a Koh Nangyuan


Para quem quiser fazer o passeio de forma independente, do píer de Koh Samui saem barcos direto para Koh Tao, a ilha que fica ao lado de Koh Nangyuan. Até no aeroporto de Samui dá pra comprar o bilhete do ferry e o transfer do aeroporto até o pier.

Você pode se hospedar em Koh Tao e contratar um barqueiro até Koh Nangyuan por 200 bahts, sem pressa e fazer tudo no seu tempo.

O que a maioria das pessoas fazem é um bate-volta desde Koh Samui, e foi o que eu fiz. No hotel tinha um balcão de turismo que vendia o passeio por por 1.200 Bahts (120 reais) e foi caro considerando os preços da Tailândia, mas acho que vale a pena.

A van me buscou no hotel às 7h30 da manhã e as 8h30 embarcamos no pier da My Samui Island – a companhia que opera o passeio – em um esquema super organizado. O tour vai direto para Koh Nangyuan e lá ficamos algumas horas, depois vamos para Koh Tao para almoçar, vale dizer que o almoço, assim como água e frutas no barco estão inclusos no preço, também tem um mini café da manhã antes do embarque. Depois do almoço visitamos três pontos de mergulho com snorkel e retornamos ao hotel por volta das 17h.


Reserve os seus passeios em Koh Samui



Quando ir e quanto custa:
Qual é a melhor época para visitar a Tailândia
Quanto custa viajar para a Tailândia?
Custo de vida na Tailândia
Que moeda levar para a Tailândia

Imigração e serviços:
Chegando em Bangkok por Suvarnabhumi e Dom Mueang
As companhias aéreas low-cost da Tailândia
Como funciona o Grab, o Uber da Ásia
Chip de internet na Tailândia

Leia mais::
Perigos e golpes na Tailândia
15 coisas que você precisa saber antes de visitar
Songkran, o ano novo tailandês

Para organizar a sua viagem:
O que fazer em Bangkok
Onde ficar em Bangkok
Como usar o metrô de Bangkok

Roteiros em Bangkok:
O que fazer em Bangkok
O melhor roteiro de barco em Bangkok
8 experiências em Bangkok
O que fazer em Ayutthaya (bate volta)

Atrações de Bangkok:
Grand Palace e Wat Phra Kaew
Wat Arun: o templo do amanhecer
Wat Pho: o templo do Buda deitado
Passeios de barco em Bangkok
O melhor roteiro de barco em Bangkok
Chinatown e o templo do Buda de Ouro
Templo de Mármore em Bangkok
Templo Golden Mount
Mercado Flutuante
Mercado do trem
Khao San Road
Suan Pakkad Palace
Chatuchack Weekend Market
Asiatique
Iconsian
Jim Thompson House
Caminhe sobre Bangkok em uma passarela de vidro


Como chegar em Ayutthaya
O que fazer em Ayutthaya (bate volta)


O que fazer em Chiang Mai
Onde ficar em Chiang Mai
Aldeia das “mulheres girafa”
Tiger Kingdom
Templo Doi Suthep
Festival das Laternas de Chiang Mai
Uma experiência com os monges de Chiang Mai


Sukhothai, o berço da civilização tailandesa


Krabi & Railay Beach
Railay Beach, como chegar e o que fazer
Roteiro pelas ilhas saindo de Krabi
A ilha dos morcegos gigantes
Tour das 7 ilhas

Phi Phi Island
O que fazer em Phi Phi Islands
Como chegar em Phi Phi
Onde ficar em Phi Phi
Maya Bay
Mergulho em Phi Phi

Phuket
O que fazer em Phuket
Patong Beach em Phuket

Koh Lipe
O que fazer em Koh Lipe
Como chegar em Koh Lipe
Onde ficar

Koh Samui
Dicas de Koh Samui, como chegar e o que fazer
Três ilhas unidas por uma praia em Koh Ningyuan










Reservando um serviço com um dos parceiros do blog, você ajuda o Vou na Janela a produzir mais conteúdo e não paga nada a mais por isso. O Vou na Janela só recomenda empresas e serviços em que confia.


Compartilhe este post:

mm

Fabricio Moura

Meu nome é Fabricio, moro em Bangkok na Tailândia, sou designer e apaixonado pelo mundo. Descobri que viajar é se perder e se encontrar. Se conhecer melhor e se amar mais. Acumular histórias e experiências. Vamos?

Seja o primeiro a comentar

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.