O que fazer em Chiang Mai no norte da Tailândia

Doi Suthep

A cidade de Chiang Mai fica localizada no norte da Tailândia, perto da fronteira com Mianmar e o Laos, é um dos lugares mais visitados do país, muito procurado pelos seus templos magníficos e alguns passeios polêmicos. Nesse post de dicas com o que fazer em Chiang Mai, vou te dar dicas que você pode fazer em 3 dias pela cidade.


O que fazer em Chiang Mai


Chiang Mai é uma cidade relativamente pequena e que nos últimos anos começou a crescer assustadoramente, chegando a inaugurar 6 shoppings em cinco anos. Mas apesar do turbilhão de pessoas que foram pra lá, a cidade ainda conserva a atmosfera de cidade pequena.

Eu acho que o ideal em Chiang Mai são 3 dias, mas dá para visitar a cidade também em 2 dias para quem tiver um tempo mais curto no roteiro.

Um dos passeios que eu queria fazer muito em Chiang Mai foi visitar a aldeia das Mulheres-Girafa de Mianmar. As mulheres da tripa Kayan vivem em uma aldeia na fronteira entre a Tailândia e Mianmar, chegar até lá só com guia ou contratando um tour em alguma agência local.

Uma imagem insólita

Uma imagem insólita

Vale muito a pena visitar a aldeia, uma experiência que você só conseguirá ter nesse cantinho do mundo.

Para esse passeio você deve reservar uma manhã inteira. Mais informações no post completo: Uma visita a aldeia das Mulheres-Girafa de Mianmar

Na volta da visita a aldeia, você pode querer visitar o Tiger Temple de Chiang Mai. Eu visitei o lugar a convite, sou totalmente contra esse tipo de turismo de exploração animal. Não é um passeio legal, é caro e ajuda a alimentar esse tipo de atração que são bem comuns na Tailândia.

Se quiser ir, tem informações nesse post: Tiger Temple de Chiang Mai: tigres drogados ou não.

tigre2

Tiger Temple

Pertinho dali também fica a Patara Elephant Farm, uma reserva onde vivem dezenas de elefantes e você pode ir até lá interagir e passear montado em um deles. Novamente é o tipo de turismo de exploração (desculpa se estou sendo chato), mas o Patara não chega a ser tão cruel com os animais como no Camboja.

Eles vivem em uma grande reserva de mata, com rios, lagos e parece que são bem cuidados. Mais informações aqui: pataraelephantfarm.com

Patara Elephant Farm

Patara Elephant Farm

A região da Tailândia do centro do país (onde fica Bangkok) até o norte é muito rica de templos, esse é o carro chefe do turismo na região. E visitar Chiang Mai é entrar em contato com templos milenares, bem mais antigos que os templos de Bangkok.

A cidade tem mais de 700 anos desde a sua criação e foi construída em torno da cidade murada e seus templos centenários. Reserve um dia para explorar as ruas e templos dentro da cidade murada.

E são muitos, Chiang Mai tem mais de 300 templos e claramente não dá para visitar todos eles. Mas vale conhecer o Wat Chiang Man, Wat Duag Dee e um dos meus favoritos, o Wat Chedi Luang.

Templo de Chiang Mai

Ele também é muito visitado, tem um templo mais novo que foi construído na entrada a alguns anos, mas o bacana fica atrás dele. O templo original que começou a ser construído em 1468 e está muito bem conservado.

Mas o templo que mais me tocou foi o Wat Lok Molee. Ele começou a ser construído em 1527 e na sua frente anos depois foi erguido um templo modesto, todo de madeira e segue assim até hoje.

Wat Chedi Luang

Não é o tipo de templo visitado por turistas, é mais usado pelos tailandeses e foi nele que eu tive a minha primeira experiência espiritual na Tailândia, num ritual budista às 5h da manhã com os monges.

No terceiro dia na cidade, eu recomendo visitar o Doi Suthep, o templo da montanha de Chiang Mai. Um passeio lindo, estrada acima no meio da natureza. O templo não é dos maiores, mas é um lugar lindo.

Dá uma olhada no post completo aqui: Doi Suthep: O templo da montanha de Chiang Mai.

Doi Suthep

Independente do dia, visitar o Night Bazaar de Chiang Mai é o melhor programa para fechar o dia. É uma grande feira de artesanato local e muito xing-ling também, não vou mentir, mas o lugar tem ótimos produtos típicos que fazem a alegria da turistada.

Também é um bom lugar para comer, mas cuidado ao escolher a barraquinha, algumas não tem muita higiene. No entorno tem bons restaurantes onde dá pra comer bem pagando menos de 20 reais.

Night Bazaar

Night Bazaar


Como chegar a Chiang Mai


Chiang Mai fica distante 800 quilômetros de Bangkok, dá para ir de ônibus ou trem, mas tanto as estradas, quanto a ferrovia são mal conservadas e a viagem pode demorar muito. Os trens, por exemplo, custam o equivalente a 100 reais o trecho e a viagem pode demorar de 12 até 18 horas.

A melhor forma de chegar a Chiang Mai é de avião, a partir de Bangkok são dezenas de voos diários da Thai, Thai Smile, Air Asia, Bangkok Airays e Thai Lion. Na Air Asia e Thai Lion, ida e volta custa em média o equivalente a 150 reais, é muito barato e a viagem dura aproximadamente 1 hora.


Quando ir


Em qualquer época do ano, mas saiba que os meses de março a maio são os mais quentes e que de maio a outubro costuma chover muito, mas no geral, dá para visitar Chiang Mai em qualquer época do ano.


Como andar em Chiang Mai


A melhor forma é o Tuk-tuk, é mais barato que em Bangkok e eles dominam. Os mini-bus também são uma boa opção, eles são uma pick-up com a caçamba coberta, nada mais que isso, mas é muito barato e são ideais para trajetos mais longos como para o Doi Suthep.

Para alguns passeios em Chiang Mai eu contratei uma guia, o nome dela é Wanpen (cmtourguides@yahoo.com), quem se interessar, diz que eu indiquei e peça desconto, ela faz um bom preço e ainda te pega no aeroporto.

Os “mini-bus”


Sigam o Vou na Janela no Facebook e no Instagram


 

Share on FacebookTweet about this on TwitterShare on Google+Pin on PinterestPrint this page
mm

Fabricio Moura

Meu nome é Fabricio, moro em São Paulo, sou designer e apaixonado pelo mundo. Descobri que viajar é se perder e se encontrar. Se conhecer melhor e se amar mais. Acumular histórias e experiências. Vamos?

1 Comentário

  • Responder setembro 21, 2016

    Isis

    Adorei o post 🙂 já leio o blog a um tempo, adoro os posts e detalhes, principalmente nesses da Ásia que estou planejando minha próxima viagem com algumas de dicas suas 🙂 vlw

Deixe uma resposta