O melhor de Bangkok fugindo do trânsito em um roteiro de barco

O melhor de Bangkok

Bangkok é uma cidade realmente fascinante, mesmo depois de ter vindo várias vezes e agora morando aqui, eu sempre descubro coisas novas e novas maneiras de fazer as mesmas coisas. Que tal conhecer o melhor de Bangkok de uma forma diferente e ainda fugindo do trânsito pesado das grandes ruas e avenidas?

Pois bem, desta vez eu resolvi visitar os mesmos lugares que já tinha visto nas viagens anteriores: o Grand Palace, o Wat Pho, Wat Arun, região da KhaoSan Road em um roteiro de barco por Bangkok.

Bangkok é cortada pela rio Chao Phraya, que é como uma imensa avenida por onde passam barcos levando gente e carga pra cima e para baixo. Em Bangkok existem algumas empresas que fazem o roteiro de barco pelo rio no esquema de hop-on & hop-off, tipo aqueles ônibus turísticos que você embarca e desembarca quantas vezes quiser ao longo de uma rota.

Ponte Rama 8, perto do Píer Phra Arthit

Eu peguei um barco da Chao Phraya Tourism Boat por 180 Bahts (22 reais) em um passe que vale durante todo o dia. O passe pode ser comprado também pelo site da empresa e sempre tem umas promoções para mais de um bilhete. O trecho é vendido por 50 bahts (6,33 reais) e permite apenas um embarque, independente de onde você for descer.

O barco passa por 10 piers ao longo do rio e você pode comprar o passe e começar o seu roteiro em qualquer um deles. Eu escolhi começar o passeio pelo pier Sathorn, pela facilidade de acesso pelo estação Saphan Taksin do BTS e por ser um dos pontos iniciais do passeio. Mas muita gente começa pelo Phra Arthit, especialmente quem se hospeda na região da Khao San Road. Fica o que for melhor para você.

Prédios modernos e o Shopping River City na beira do rio

Eles dão um guia super completo com as principais atrações próximas a cada um dos piers, mapa com a localização de todas as paradas e uma tabela com os horários dos próximos barcos. É tudo muito bem organizado e os barcos cumprem os horários certinho, partindo a cada 30 minutos das 9h da manhã às 18h e a partir das 16h40 ele estende a rota até o Pier Asiatique, uma nova atração de Bangkok.


O melhor de Bangkok em um roteiro de barco


O barco faz paradas rápidas para embarque e desembarque em 10 piers, no entorno deles todos tem atrações e pontos turísticos, mas nem todos são interessantes, como a parada a River City, que o atrativo principal é um shopping center. Por outro lado tem a Tha Maharaj, que além do píer ser uma área super bacana e revitalizada de Bangkok, ele dá acesso ao Grand Palace, Wat Pho e o sensacional Museu Nacional de Bangkok.

Você não precisa descer em todas as paradas, ainda mais se você tiver pouco tempo. Eu vou listar abaixo o que vale a pena ver em cada uma das paradas.

As paradas do barco

Phra Arthit

Primeira ou última parada, dependendo do sentido que você estiver, fica coladinha na Soi Rambuttri, uma das ruas mais gostosas dessa parte da cidade, com restaurantes gostosos, mesinhas na calçada embaixo da sombra das árvores. E pertinho dela fica a Khao San Road, a rua mais famosa e mais visitada de Bangkok.

Desse píer a gente também chega até o Rattanokosin Exhibition Hall, um prédio que foi todo reformado em 2008 e abriga um imenso centro cultural que ajuda a contar a história de Bangkok desde o século 18.

Leia mais:
Khao San Road, a rua mais famosa e maluca de Bangkok

O melhor de Bangkok: Soi Rambuttri

Thonburi

O mais bacana dessa parada é conhecer o The Royal Barge Museum, um museu com os barcos usados pela monarquia tailandesa durante séculos. São mais de 50 embarcações, todas ricamente decoradas com ouro, brilho, espelhos e pedras. Um verdadeiro deslumbre visual. Os barcos ainda são usados na procissão anual que acontece no mês de novembro, um desfile religioso de barcos pelo Rio Chao Phraya. Uma das mais lindas cerimônias que acontecem aqui em Bangkok.

O melhor de Bangkok: Desfile dos barcos reais

Tha Maharaj

Esse pier foi todo revitalizado e abriu recentemente como um lugar bacana para curtir o fim de tarde e pôr do sol na beira do Chao Phraya, uma delícia de lugar. Mas ele também é a parada que dá acesso ao Grand Palace, a principal atração turística de Bangkok. O lugar é na real um grande complexo com vários templos, onde o principal dele é o Wat Phra Kaew e o Palácio Real da Monarquia Tailandesa. É parada obrigatória em Bangkok.

Quanto custa viajar para a Tailândia

O melhor de Bangkok: Grand Palace

Coladinho no Grand Palace fica o Wat Pho, o meu templo favorito em Bangkok, famoso pelo Buda Deitado, uma estátua monumental de 46 metros de comprimento por 15 de altura, todo coberto por folhas de ouro.

Praticamente em frente a saída do Tha Maharaj fica a entrada para o Museu Nacional de Bangkok, um museu lindo que conta a história de Bangkok e da Tailândia desde o Reino de Sukothai. Vale muito a visita.

Pertinho dali fica também um outro pier de onde saem barcos para passeios individuais pelos canais de Bangkok, é bem bacana e dura aproximadamente 1 hora. Eu já fiz duas vezes.

Leia mais:
Como é a visita ao Grand Palace e o Wat Phra Kaew em Bangkok
Wat Pho: o templo do Buda deitado
Passeio de barco em Bangkok

O Buda Deitado

O melhor de Bangkok: O belíssimo Wat Arun

Wat Arun

Outra parada obrigatória, o Wat Arun já impressiona a gente ainda no barco. Quando eu vim em Bangkok no ano passado, ele estava passando por uma reforma e agora está lindo e reluzente. O Wat Arun é o templo do amanhecer, ele tem esse nome pois o Rei Taksin viu um amanhecer lá e ficou encantado com o visual. O templo foi construído no século 19, quando a capital tailandesa mudou de Ayutthaya para Bangkok. A estupa principal tem 80 metros de altura e é toda decorada com conchas e porcelanas chinesas.

Leia mais:
Wat Arun, o templo do amanhecer em Bangkok

O melhor de Bangkok: Wat Arun

Inúmeras imagens de Buda dentro do Wat Arun

Ratchawongse

É o pier que dá acesso a Chinatown de Bangkok, o bairro tipicamente chinês da cidade. A visita é bacana, parece que estamos mesmo na China, com todos os letreiros em chinês, restaurantes, lojas e a população quase toda de chineses.

Se você quiser andar um pouco, recomendo pegar um tuk-tuk e ir até o Templo do Buda de Ouro (Phra Maha Suwan Phuttha Patimakon em Tailandês). É um dos mais importantes da Tailândia, famoso por abrigar a maior estátua de Buda em ouro maciço do mundo. Gente, é de cair o queixo! A estátua de 3 metros de altura é feita de mais de 5 toneladas de ouro.

Chinatown

O melhor de Bangkok: O Buda de Ouro

Sathorn

Foi o meu ponto inicial, até as 16h40 é também o ponto final da viagem, já que depois disso os barcos seguem ainda até o Asiatique, falo melhor abaixo. Sathorn é onde fica o The Dome, o rooftop que ficou famoso com o filme Se Beber Não Case II. Mas já aviso que os preços são realmente proporcionais a fama do lugar, é tudo ridículo de tão caro.

Em Sathorn você pode visitar o Wat Yannawa, um templo em formato de barco, bem bonito. Vale uma visitinha antes de embarcar ou seguir viagem.

Um dos barcos que fazem a viagem

Asiatique

Esse é o pier que vira parada depois das 16h40. Uma região de Bangkok cheia de antigos galpões de uma indústria do século 19 que foi toda revitalizada, ficou muito bacana o projeto. O lugar é cheio de bares, restaurantes e uma roda gigante que te dá uma visão super legal da cidade. Perfeito para um happy hour no fim do dia.

O melhor de Bangkok: Asiatique

***

Fazer esse roteiro por Bangkok foi ótimo, recomendo tanto que eu pretendo fazer mais vezes para conhecer outros lugares ao longo da rota. Além de barato, é perfeito pois além de fugir do trânsito, é também uma ótima maneira também de escapar do calorão de Bangkok.

Imagem de capa: Shutterstock


Outros passeios em Bangkok



Procurando hospedagem em Bangkok?


Eu escrevi um post  mapeando as melhores áreas para se hospedar em Bangkok:

Onde se hospedar em Bangkok

Mas você pode também ver a nossa lista completa de sugestões no Booking.com. Reservando um hotel pelo Booking, você ajuda o blog e não paga nada a mais por isso. Clique aqui



Booking.com


Mais posts sobre Bangkok


Planejando a sua viagem

Qual é a melhor época para visitar a Tailândia
Onde se hospedar em Bangkok
Perigos e golpes na Tailândia
Quanto custam as coisas na Tailândia?
15 coisas que você precisa saber antes de visitar Bangkok
Que moeda levar para a Tailândia
Chegando em Bangkok por Suvarnabhumi e Dom Mueang

Como usar o metrô de Bangkok

Coisas para fazer em Bangkok

Grand Palace e Wat Phra Kaew
Wat Arun: o templo do amanhecer
Wat Pho: o templo do Buda deitado
Passeios de barco em Bangkok
Mercado Flutuante
Mercado do trem
Khao San Road
Chatuchack Weekend Market
8 experiências em Bangkok
O que fazer em Ayutthaya (bate volta)


Baixe o nosso Guia de Bangkok


Baixe aqui o nosso guia exclusivo de Buenos Aires em PDF para ler no celular, tablet ou computador.

banner_site


Sigam o Vou na Janela no Facebook e no Instagram.



mm

Fabricio Moura

Meu nome é Fabricio, moro em São Paulo, sou designer e apaixonado pelo mundo. Descobri que viajar é se perder e se encontrar. Se conhecer melhor e se amar mais. Acumular histórias e experiências. Vamos?

Seja o primeiro a comentar

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.