Vamos falar sobre os perigos e golpes na Tailândia?

perigos e golpes na Tailândia

Nos últimos dois anos eu fiz duas longas viagens pela Ásia, durante essas viagens eu estive 6 vezes na Tailândia, reflexo do meu amor e carinho por esse pedacinho do paraíso do outro lado do mundo. Eu recebo muitas mensagens de pessoas que estão planejando viagens para lá e muitos me perguntando sobres perigos e golpes na Tailândia, que lugares evitar e quais precauções tomar.

É difícil a gente não se encantar com a Tailândia, um país de riqueza cultural abundante, cidades vibrantes e praias que povoam os sonhos de todos os turistas. Um país com povo amável, de sorriso fácil e de grande espiritualidade. O que pode dar de errado em um lugar como esse?

Esta semana eu esbarrei com uma matéria do jornal The Independent onde diz que nos últimos três anos, 7 turistas morreram em “circunstâncias misteriosas” e um permanece desaparecido em Koh Tao. Inclusive a matéria traz o caso de Elise Dallemagne, uma mochileira belga que foi encontrada morta recentemente (leia aqui).

E aí, navegando entre as notícias relacionadas no mesmo site eu encontrei um artigo recente da jornalista Elaine Dickinson que viveu no país e traz um artigo com vários relatos dos perigos e golpes na Tailândia e inclusive, diz que Koh Tao deve ser evitada a todo custo (leia aqui).

Recentemente a gente também ficou sabendo também do caso brasileira Bruna Fornasier que sofreu violência sexual na Tailândia. (leia aqui).

Todos esses casos são assustadores e mancham um pouco a imagem que a maioria de nós temos desse país lindo, um destino de sonhos mas que se tornou um pesadelo real para todas essas pessoas.

A verdade, é que perigos existem em todos os lugares, nós moramos em um dos países mais violentos do mundo e sabemos muito bem como é a realidade de quem vive com medo de sair de casa e ser assaltado ou acontecer o pior, e não voltar mais.

Quando a gente coloca a nossa realidade em paralelo com a de outros países, acaba relaxando e achando que todos os lugares são (mais) pacíficos e livres da violência. Andando pela Tailândia a gente ouve sobre lugares que são dominados por máfias locais que aplicam golpes nos turistas. Das máfias russa e chinesa que exploram a prostituição, o tráfico humano e o tráfico de drogas.

Koh Samui

Perigos e golpes na Tailândia: Koh Tao

As fantásticas ilhas da Tailândia são universos paralelos nesse mundo azul. Como em Koh Tao, um dos principais cartões postais tailandeses que eu tive o prazer de conhecer esse ano e que foi o foco do artigo do The Independent com esses casos de turistas mortos. Talvez, para evitar a publicidade negativa, já que estamos falando de um país onde o turismo é a principal fonte de renda, as autoridades façam vista grossa ou coloquem a maioria dos casos embaixo do tapete. Ou como o artigo mesmo sugere, a polícia local ser controlada pelas máfias.

Em todas as minhas andanças eu nunca me senti ameaçado em nenhum momento, nem perto de algumas situações que a gente vê em cidades como Rio ou São Paulo e nunca seria motivo para eu deixar de amar a Tailândia.

Por outro lado, eu sei e muitos sabem que pequenos golpes acontecem na real e podem acontecer em qualquer lugar do mundo, de Nova York a Mumbai. Quem nunca caiu em um não tem história pra contar.

Khao San Road

Perigos e golpes na Tailândia: Khao San Road

Em Bangkok é bem comum a gente ouvir falar de pequenos golpes com os turistas mais desavisados, como um tour oferecido por motoristas de tuk-tuk que levam o passageiro até lojas e com vendedores insistentes te obrigando a comprar. Ou nos clubes noturnos onde você paga para entrar e tiram todo seu dinheiro para te deixar sair, e se não pagar, pode ficar em cárcere ou tomar uma surra e ser jogado na sarjeta.

Taxistas que exploram o bolso do turista que não negociou o valor da corrida antes de entrar no carro. O golpe das jóias falsas que não passam de pedaços de vidro e por aí vai.

Independente de golpes ou lugares violentos, a Tailândia é linda e pode ser sim um lugar seguro se você tomar alguns cuidados que a gente já toma diariamente vivendo nas grandes e médias cidades. Não se esqueça que a gente pode cair em golpes dentro de casa, na frente do computador.


Procurando hospedagem em Bangkok?


Olha a nossa lista de sugestões no Booking.com. Reservando um hotel pelo Booking, você ajuda o blog e não paga nada a mais por isso. Clique aqui


Sigam o Vou na Janela no Facebook e no Instagram


 

Share on FacebookTweet about this on TwitterShare on Google+Pin on PinterestPrint this page
mm

Fabricio Moura

Meu nome é Fabricio, moro em São Paulo, sou designer e apaixonado pelo mundo. Descobri que viajar é se perder e se encontrar. Se conhecer melhor e se amar mais. Acumular histórias e experiências. Vamos?

Seja o primeiro a comentar