15 coisas que você precisa saber antes de visitar Bangkok

antes de visitar Bangkok

A Tailândia é bem diferente do Brasil, mas não é nenhum lugar do outro mundo onde a gente se sente como um extraterrestre se sentiria na terra.  Nesse post, vou listar 15 coisas que você precisa saber antes de visitar Bangkok.

Vacina contra febre amarela
Sem a vacina e principalmente, sem o Certificado Internacional da Anvisa, você nem entra na Tailândia. Tem que ter tomado a vacina com no mínimo 10 dias de antecedência.

Não precisamos de visto
Sim, isso é bem bacana pois facilitar bastante a entrada. Mas o procedimento é chatinho, tem que preencher dois formulários, carimbar no setor de controle de doenças e depois ir para o balcão de imigração.

Dá pra se virar no inglês
O tailandês é praticamente impossível de compreender para nós e mais impossível ainda de ler. São uns desenhos que não fazem o menor sentido pra gente, mas por sorte, muitas pessoas falam inglês e apesar do sotaque, dá para se virar muito bem.

É quente o ano todo
Sim, é aquele calor que parece que a gente vai desmanchar. Por conta disso, todos os hotéis deixam garrafinhas de água mineral como cortesia nos quartos, isso é bem legal. Nem pense em reservar um quarto sem ar condicionado, você não vai sobreviver uma noite.

Na rua, os preços nunca são os finais
Nunca confie nos preços das coisas que são vendidas nas ruas, nunca é o final. Faça cara de desgosto, diz que tá caro e eles vão perguntar quanto você quer pagar e assim, chegam a um valor justo e todo mundo fica feliz.

É barato mesmo
Taí um lugar em que o nosso pobre Real vale alguma coisa. Uma água custa 2 reais, uma Coca-cola 3 reais, uma breja Chang ou Singha de 5 a 7 reais, uma bela refeição de 9 a 15 reais e por aí vai. Roupa também é bem barato e se você curte umas compras, vale uma passadinha no Shopping MBK ou Terminal 21.

Tuk-tuk é mais caro que taxi
Deveria ser o contrário já que os taxis tem ar condicionado e são veículos que consomem mais combustível, mas é justamente o contrário,  talvez por ser algo bem turístico. Sempre negocie com o taxista ou condutor do tuk-tuk quanto pagar, ambos não ligam o taxímetro, na verdade o tuk-tuk nem taxímetro tem.

O trânsito é complicado
A rede de trens e metrôs não atendem toda cidade, nem chegam perto das áreas mais turísticas como a Kao San Road, Grand Palace e Wat Pho, tem que se virar com taxi ou tuk-tuk. Evite os ônibus, são incrivelmente baratos, mas vivem lotados e a gente tem dificuldade de identificar o itinerário, é tudo em Tailandês. Os barcos que sobem e descem o rio são uma ótima opção para atravessar a cidade e fugir do trânsito, a viagem custa em média 10 a 20 Baths (1 a 2 reais).

Tudo é apimentado
Sim, e muito apimentado. Nível: socorro que eu estou pegando fogo. Mas dá para pedir alguns pratos sem pimenta. Os pratos de arroz são ótimos e não tem como errar. Eles costumam tomar uma sopa de arroz no café da manhã, é muito boa, mas eu não tenho tanto estômago para tomar uma sopa antes das 10h da manhã. Ah, eles não comem de garfo e faca, mas de garfo e colher, ainda não entendi bem isso.

Dentro do país, escolha o avião
Para viajar dentro da Tailândia existem as opções de ir de ônibus, trem ou avião. Eles chegam a todas as partes, mas ônibus e trem são muito lentos e desconfortáveis. Por exemplo, de Bangkok a Chiang Mai, o trem demora de 12 a 15 horas e custa de 500 a 800 Baths (50 a 80 reais) o trecho dependendo do horário. De avião,  eu paguei 1500 Baths (150 reais) ida e volta na Thai Lion Air, viagem de 1 hora.

O povo é sensacional
Taí um povo amável que faz tudo pra te agradar, esse é o tailandês. É um povo discreto e atencioso. Eles amam brasileiros e odeiam os chineses, chega a ser engraçado.

Tire os sapatos e de olho nas roupas
Nunca entre nos templos ou na casa de alguém de sapatos, é a mais extrema falta de educação que você pode cometer na Tailândia. Nos templos, mulheres nunca devem entrar com roupas decotadas ou com ombros a mostra. Em alguns templos não pode entrar de bermuda, como no Grand Palace em Bangkok.

Cuidado com a água e comidas de rua
Ninguém quer ter uma dor de barriga, correto? Mas é bem certo que você tenha, só pelo tempero que é bem diferente para nós. Mas para evitar coisa pior, nunca tome água que não seja mineral e evite tomar bebidas com gelo, a gente nunca sabe a origem da água. Em Bangkok é bem comum a gente ver ambulantes vendendo bebidas nas ruas com muito gelo e os caras não são muito higiênicos. Também é bom evitar comidas de rua, é bem comum achar barraquinhas em todas as calçadas vendendo comida ao lado do esgoto a céu aberto.

Não se assuste com o lixo
Rola um lixo nervoso pelas ruas, nossos amigos não são muito higiênicos. Não se surpreenda se encontrar uns fios de cabelo que claramente não são seus no seu quarto, uns lodos no banheiro por mais caro que seja o seu hotel. Os padrões de limpeza aqui são diferentes dos nossos.

Use e abuse dos 7 Eleven
Essa rede de mercadinhos é ótima pra comprar umas comidas de deixar no quarto do hotel. É tudo bem barato e eles vendem de tudo um pouco. Uma lata de Chang aqui custa 30 Bahts, nos bares ela é vendida por 50 a 60 Bahts. E tem 7 Eleven em toda esquina da Tailândia.

banner


Sigam o Vou na Janela no Facebook e no Instagram.


 

Share on FacebookTweet about this on TwitterShare on Google+Pin on PinterestPrint this page
mm

Fabricio Moura

Meu nome é Fabricio, moro em São Paulo, sou designer e apaixonado pelo mundo. Descobri que viajar é se perder e se encontrar. Se conhecer melhor e se amar mais. Acumular histórias e experiências. Vamos?

Seja o primeiro a comentar