Como é voar com a Thai Lion Air, uma low-cost da Tailândia

Como é voar com a Thai Lion

No giro que eu fiz pela Ásia eu usei duas companhias aéreas low-cost asiáticas para os meus deslocamentos entre as cidades por onde eu passei e uma delas foi a Thai Lion Air.

A Thai Lion Air é a filial tailandesa da Lion Air e faz parte de um grupo de empresas aéreas que atuam no sudeste asiático e nesse post eu vou contar como é voar com a Thai Lion, essa empresa pouco conhecida aqui no Brasil mas que presta um bom serviço lá do outro lado do mundo.

Eu voei com eles de Bangkok a Chiang Mai e depois de Bangkok a Krabi, no sul da Tailândia e vou falar como foi a viagem até Chiang Mai, já que não muda em nada de uma rota para outra.


Como é voar com a Thai Lion Air


Compra da passagem

Eu comprei todos os trechos que voaria com a Thai Lion Air pelo site deles, que tem uma versão em inglês muito simples de usar. Não tem mistério, fiz o pagamento com cartão de crédito internacional e em questão de minutos já estava com a confirmação da reserva no meu email.

Site: http://www.lionairthai.com/en/

Na época o preço da Thai Lion estava melhor que os da Air Asia, a sua principal concorrente. Porém, mesmo que o preço estivesse ligeiramente acima, valia a pena pois a Thai Lion oferece 3 serviços que a Air Asia cobra por eles: marcação de poltronas; despacho de uma mala de até 15kg e lanche a bordo. Ok, esse lanche era só 1 (um) biscoito e um copinho de água, mas estava valendo muito só pela marcação da poltrona e despacho de bagagem.

Checkin

Em Bangkok a Thai Lion opera no terminal doméstico do Aeroporto Dom Mueang, onde eles tem duas enormes ilhas de checkin e mesmo assim estava lotado na hora em que eu cheguei no aeroporto.

Como a fila não andava muito, os funcionários passavam perguntando qual era o voo, caso estivesse em cima da hora o passageiro era levado para um balcão de prioridades.

Checkin em Bangkok

Checkin em Bangkok

Embarque

O Aeroporto Internacional Dom Mueang é o antigo aeroporto internacional da cidade, hoje ele é usado pelas low-cost e algumas empresas menores, é incrivelmente movimentado. O tamanho da sala de embarque é imenso e são 3 piers só para os embarques domésticos.

Leia mais: Chegando em Bangkok pelos aeroportos Suvarnabhumi ou Dom Mueang

Faltando 30 minutos para a partida o embarque nem estava próximo de começar, mas milagrosamente decolamos na hora certa. O pessoal de terra da Thai Lion foi muito eficiente.

A aeronave

Todos os voos que eu fiz com a Thai Lion foram nos Boeings 737-900ER, o maior da família 737, equipado com 214 poltronas no formato 3-3. Socorro! Mais de 200 pessoas num 737! Sim, é apertado, bem mais apertado que os 737-800 da Gol para servir de comparação.

Boeing 737-900 no gate em Bangkok

Boeing 737-900 no gate em Bangkok

Eu tenho 1.77m e fiquei espremido na poltrona, sorte que era um voo curto de pouco mais de 1h de duração. Na volta o funcionário do checkin me ofereceu o assento da saída de emergência sem custo adicional, o que foi maravilhoso.

No geral o estado de conservação da aeronave é bom, estava tudo bem limpo e organizado.

O espaço é sofrível

O espaço é sofrível

Saída de emergência

Voo e serviço de bordo

A aeronave deixou o finger na hora certa e apesar do tráfego intenso naquele fim de tarde, não demoramos para decolar.

Alguns minutos após a decolagem começou o serviço de bordo. Como cortesia só o tal biscoito e um copinho de água, mas tinham algumas opções pagas (mais para o paladar asiático) e com bom preço.

Olha o biscoito aí

Olha o biscoito aí

Entretenimento

Esquece! Não existe! Nas telinhas da aeronave ficam passando comerciais de TV em tailandês e no bolsão da poltrona tem a Revista Lionmag que até que não era das piores, mas os textos em inglês eram só pequenos resumos das matérias. Mas para um voo curto, nada que um iPod ou um livro não resolva.

Vale a pena?

Como disse acima, vale por conta da possibilidade de marcar a poltrona e despachar uma mala sem custo adicional. Em geral, os preços da Thai Lion são bons e como todos os voos são curtos, vale o pequeno sacrifício.


Outras empresas que eu voei na viagem pela Ásia


Como é voar na Emirates de São Paulo para Dubai
Como é voar no A380 da Emirates, o maior avião do mundo
Como é voar com a Malaysia Airlines
Como é voar com a Air Asia


Sigam o Vou na Janela no Facebook e no Instagram


 

Share on FacebookTweet about this on TwitterShare on Google+Pin on PinterestPrint this page
mm

Fabricio Moura

Meu nome é Fabricio, moro em São Paulo, sou designer e apaixonado pelo mundo. Descobri que viajar é se perder e se encontrar. Se conhecer melhor e se amar mais. Acumular histórias e experiências. Vamos?

Seja o primeiro a comentar