O que fazer em Bangkok na Tailândia: roteiro de 4 dias

O que fazer em Bangkok

Bangkok é uma cidade imensa, repleta de coisas para fazer, experiências para viver e atrações para ver. Se você está planejando uma viagem para a Tailândia e quer saber quantos dias ficar na cidade, este é o seu post com o que fazer em Bangkok em 4 dias.


O que fazer em Bangkok


O legal de Bangkok são os templos, os mercados, passeios e o agito. É uma cidade vibrante, a noite de Bangkok é super animada e tem diversão para todos os gostos. Assim, montei um roteiro de 4 dias pela cidade, o tempo que eu acho mínimo para aproveitar o que ela tem de melhor.


Dia 1


Grand Palace

Comece pelo tradicional, o primeiro dia em Bangkok é para visitar os templos mais famosos, o Grand Palace que um dia foi a residência principal do Rei da Tailândia e lá dentro existem uma série de templos magníficos. Reserve uma manhã inteira para isso, o templo abre às 8h da manhã e eles são bem rígidos com o que vestir. Mulheres não podem usar roupas decotadas, pernas de fora e ombros a mostra e homens só entram de calça comprida.

Na porta do Grand Palace os vendedores ambulantes vendem as tradicionais calças tailandesas para quem foi pego desprevenido por 200 a 300 Bahts. Na Khao San Road as mesmas calças são encontradas por 100 Baths.

Leia mais

Grand Palace

Grand Palace

Grand Palace

Grand Palace

Grand Palace

Grand Palace


Wat Pho

A tarde visite do Wat Pho, o templo do Buda deitado, fica coladinho ao Grand Palace, reserve a tarde toda, o lugar é enorme. No Wah Pho eles são menos rígidos, homens podem entrar de bermuda.

O Wat Pho tem galerias e mais galerias cheias de imagens de budas enfileirados, provavelmente você já viu essa imagem em algum lugar, não é?

Mas o que mais impressiona é o Buda Reclinado, com seus 46 metros de comprimento e 15 metros de altura, todo coberto com folhas de ouro.

A entrada do Wat Pho custa 100 Bahts e inclui uma garrafa de água mineral.

Leia mais

Wat Pho

Wat Pho

O famoso Buda Deitado

O famoso Buda Deitado

Wat Pho

Wat Pho


Khao San Road

Finalize a sua noite na Khao San Road, a rua mais famosa de Bangkok, um caldeirão efervescente com tudo de bom e até ruim que a Tailândia tem a oferecer. Bom ou não, é a rua mais badalada, onde você pode tomar uma cerveja Chang gelada ou fazer uma massagem tailandesa.

Leia mais

Khao San Road

Khao San Road

Um caso se amor com a Chang

Um caso se amor com a Chang

Leia mais:
Como é a visita ao Grand Palace e Wat Phra Kaew em Bangkok
Wat Pho, o templo do buda deitado
Khao San Road, a rua mais famosa e maluca de Bangkok


Dia 2


Wat Rakang

Pegue a balça que fica atrás do Grand Palace e atravesse o Rio Chao Phraya. Do outro lado, visite o templo Wat Rakang, um lugar mais frequentado por tailandeses, é excelente para ter uma experiência mais local. Perto dali fica o templo da lua, o Wat Arun, exatamente em frente ao Wat Pho, porém, do outro lado do rio.

Dia de atravessar o rio

Dia de atravessar o rio

Wat Rakang

Wat Rakang

Wat Rakang

Wat Rakang


Wat Arun

Perto do Wat Rakang fico Wat Arun, tão perto que dá para ir a pé tranquilamente. O Wat Arun fica exatamente em frente ao Grand Palace, porém, do outro lado do rio.

O Wat Arun foi construído em 1768 pelo Rei Taksin, no lugar onde já existia um templo bem mais antigo. Isso foi na época em que a capital da Tailândia – na época Reino do Sião – foi transferida de Ayutthaya, que tinha sido destruída pelo exército da Birmânia, atual Mianmar.

O Wat Arun é conhecido como templo do amanhecer, ele tem uma torre principal, um chedi, que tem 80 metros de altura e é todo revestido com conchas e pequenos pedaços de porcelana colorida, tudo ricamente adornado. Além de muitas figuras religiosas e figuras de guerreiros defendendo e sustentando a sua base.

Leia  mais

Wat Arun

Wat Arun

Wat Arun

Wat Arun

Wat Arun


Tour boat

A tarde, recomendo um tour boat, no mesmo píer atrás do Grand Palace você consegue contratar o tour, que é feito em long tails, aqueles barquinhos estreitos com motor na traseira. O legal desse tour, é que ele passa pelos canais da região mais residencial de Bangkok, é uma maneira legal de ver o modo de vida dos moradores. Os canais são como ruas, tem mercados que você só chega de barco.

Leia mais

Tour boat

Tour boat

Tour boat

Tour boat

Tour boat


Dia 3


Mercado flutuante e mercado do trem

Depois de dois dicas focados na região do Grand Palace, no terceiro dia contrate um tour para visitar o Mercado Flutuante de Damnoen Saduek e o Mercado do Trem de Maeklong, aquele mercado montado nos trilhos de uma ferrovia.

O tour é bem barato, custa em média 400 Baths , uns 40 reais e sai bem cedo de Bangkok. As vans pegam os passageiros nos hotéis e os levam de volta no fim do passeio. É a maneira mais prática de conhecer esses lugares.

OMercado Flutuante de Damnoen Saduek é o mais famoso da Tailândia. São dezenas de barraquinhas e barquinhos ao longo de alguns canais vendendo todo tipo de comida típica, artesanato e aquelas quinquilharia que fazem a felicidade da turistada.

Dali o tour parte para Maeklong, onde acontece oMercado do Trem de Maeklong, e na hora marcada todo mundo sai correndo, levanta as tendas e deixa o trem passar.

Leia mais:
O tradicional Mercado Flutuante de Damnoen Saduek
O inusitado Mercado do Trem de Maeklong

Mercado flutuante

Mercado flutuante

Mercado flutuante

Mercado do trem

Mercado do trem

Mercado do trem

Mercado do trem

Mercado do trem

Mercado do trem

Mercado do trem

Mercado do trem


Dia 4


Ayutthaya e downtown

Outro dia para sair um pouco de Bangkok e ir visitar Ayutthaya, a antiga capital da Tailândia e um dos lugares mais bonitos do país. Dá para chegar até lá de van, ônibus ou trem. É o passeio perfeito para um bate-volta.

A noite, vale conhecer o downtown, o centro financeiro de Bangkok, a região mais moderna com prédios cheios de vidros e telões. Para quem gosta de bater perna em shoppings, a região está cheia deles. O Terminal 21 é o meu favorito para roupas e o MBK para comprar eletrônico barato.

Independente de seguir ou não esse roteiro, o legal é explorar a cidade sem o compromisso de seguir as regras de um roteiro pré-determinado. Entre nas pequenas ruas, visite alguns templos pequenos, parques que em Bangkok são vários. Se tiver a oportunidade, veja o Grand Palace a noite, é ainda mais bonito. O bairro chinês também é bacana, ou tomar uns drinks no fim de tarde nos charmosos bares próximos ao Rio Chao Phraya.

Como chegar a Ayutthaya

Ayutthaya

Leia mais:

Guia de Bangkok
Dicas de compras em Bangkok

banner_site


Procurando hospedagem em Bangkok?


Olha a nossa lista de ofertas atualizadas pelo Booking.com.



Booking.com


Reservando um hotel pelo Booking, você ajuda o blog e não paga nada a mais por isso. Veja a lista completa de hotéis aqui: clique aqui


Sigam o Vou na Janela no Facebook e no Instagram.


 

Share on FacebookTweet about this on TwitterShare on Google+Pin on PinterestPrint this page
mm

Fabricio Moura

Meu nome é Fabricio, moro em São Paulo, sou designer e apaixonado pelo mundo. Descobri que viajar é se perder e se encontrar. Se conhecer melhor e se amar mais. Acumular histórias e experiências. Vamos?

4 Comentários

  • Responder julho 31, 2016

    MARCELO LEMOS

    Fabricio,
    voce chegou a ir no Mercado Chatuchak?

    • mm
      Responder julho 31, 2016

      Fabricio Moura

      Fui sim, é legal mas nada espetacular. Chegar lá é bem fácil, tem metro quase na porta.

  • Responder dezembro 12, 2016

    Deborah Hodara

    Oi Fabricio!
    Adorei seu blog. Muito informativo e gostoso de ler. Tbm super bem ilustrado.

    Só teremos 3 noites em Bangkok, sendo q a primeira é o dia q chegamos do Brasil.
    Vc recomenda o show Siam Niramit, ou vc nem foi pq acha q é uma gde roubada.

    Obrigada pela ajuda!

    • mm
      Responder dezembro 13, 2016

      Fabricio Moura

      Oi Deborah, tudo bem? Obrigado pela mensagem. Eu até pensei e ir, mas na época pra todos os tailandeses que eu perguntava (e alguns gringos também) eles disseram que não vale a pena, que era armadilha pra turista, que rola uns golpes, etc. Aí eu desisti

Deixe uma resposta