O que fazer em Bangkok na Tailândia (roteiro de 4 ou 5 dias)

Quanto custa viajar para a Tailândia O que fazer em Bangkok

Eu escrevi esse post com o que fazer em Bangkok há 2 anos. De lá para cá muita coisa mudou, eu voltei a Tailândia em outra ocasião e agora estou morando em Bangkok (conto esta história neste post). Por isso, estava na hora desse guia ser atualizado, para ficar mais completo e trazer para você uma gama maior de opções na cidade.

A maioria dos posts com roteiros e com o que fazer em Bangkok se restringem aos lugares mais famosos, os highlights da cidade, e são lugares que merecem ser visitados sim. Mas vivendo aqui, eu descobri uma outra Bangkok, moderna, dinâmica e cosmopolita. Esse outro lado da cidade merece também a sua visita, certamente você vai gostar.

Bangkok é uma megalópole de mais de 10 milhões de habitantes, uma das maiores do mundo. Uma cidade imensa, repleta de coisas para fazer, experiências para viver e sabores para sentir. Os famosos templos, mercados, agito noturno, prédios modernos e centros culturais formam uma colcha de retalhos de atrações para todos os gostos.

Esse roteiro foi pensando para ser feito em 4 dias cheios, mas se você puder, recomendo ficar pelo menos 5 dias na cidade.

Atualizado em: 16 de setembro de 2018


O que fazer em Bangkok


Dia 1

Comece pelo tradicional, o primeiro dia em Bangkok é para visitar os templos mais famosos, o Grand Palace que um dia foi a residência principal do Rei da Tailândia e dentro do complexo ficam vários templos pequenos e o principal deles, o Wat Phra Kaew, o Templo do Buda de Esmeralda, que é considerado o mais sagrado da Tailândia.

As paredes dos templos são todas revestidas por que pequenos espelhos, vidros coloridos, pedras e muitos detalhes dourados. Um mosaico gigantesco que brilha como um farol na luz do sol.

Grand Palace

Grand Palace

Reserve uma manhã inteira para conhecer o Grand Palace, o templo abre às 8h da manhã e eles são bem rígidos com o que vestir. Mulheres não podem usar roupas decotadas, pernas de fora e ombros a mostra e homens só entram de calça comprida e nada de regatas.  Na porta do Grand Palace os vendedores ambulantes vendem as tradicionais calças tailandesas para quem foi pego desprevenido por 200 a 300 Bahts. Na Khao San Road as mesmas calças são encontradas por 100 Baths.

A tarde visite do Wat Pho, o templo do Buda deitado, fica coladinho ao Grand Palace, reserve a tarde toda, o lugar é enorme. No Wah Pho eles são menos rígidos, homens podem entrar de bermuda. O Wat Pho tem galerias e mais galerias cheias de imagens de budas enfileirados, provavelmente você já viu essa imagem em algum lugar, não é?

Wat Pho

O belíssimo Wat Pho

Mas o que mais impressiona é o Buda Reclinado, com seus 46 metros de comprimento e 15 metros de altura, todo coberto com folhas de ouro. A entrada do Wat Pho custa 100 Bahts e inclui uma garrafa de água mineral.

Finalize a sua noite na Khao San Road, a rua mais famosa de Bangkok, um caldeirão efervescente com tudo de bom e até ruim que a Tailândia tem a oferecer. Bom ou não, é a rua mais badalada, onde você pode tomar uma cerveja Chang gelada ou fazer uma massagem tailandesa.

Leia mais


Grand Palace e Wat Phra Kaew

É o lugar visitado em Bangkok, um enorme complexo de templos e palácios que foram construídos para servirem de residência oficial da realeza tailandesa e cumpriu essa função até 1925. Leia mais

 

Wat Pho

Wat Pho também é um dos templos mais importantes da Tailândia, cheio de pagodas, estupas e templos menores, mas ele é mais conhecido como “templo do buda deitado”. Leia mais

 

Khao San Road

Khao San Road é o que melhor representa a atmosfera caótica de Bangkok, é a rua mais famosa, mais procurada e que em 300 metros de comprimento, a gente consegue entender toda a essência do que é a capital da Tailândia. Leia mais

 


Dia 2

Pegue a balça que fica atrás do Grand Palace e atravesse o Rio Chao Phraya. Do outro lado, visite o templo Wat Rakang, um lugar mais frequentado por tailandeses, é excelente para ter uma experiência mais local. Perto dali fica o templo da lua, o Wat Arun, exatamente em frente ao Wat Pho, porém, do outro lado do rio.

Wat Rakang

Perto do Wat Rakang fica Wat Arun, tão perto que dá para ir a pé tranquilamente. O Wat Arun fica exatamente em frente ao Wat Pho, porém, do outro lado do rio.

Wat Arun

Wat Arun

O Wat Arun foi construído em 1768 pelo Rei Taksin, no lugar onde já existia um templo bem mais antigo. Isso foi na época em que a capital da Tailândia – na época Reino do Sião – foi transferida de Ayutthaya, que tinha sido destruída pelo exército da Birmânia, atual Mianmar.

O Wat Arun é conhecido como templo do amanhecer, ele tem uma torre principal, um chedi, que tem 80 metros de altura e é todo revestido com conchas e pequenos pedaços de porcelana colorida, tudo ricamente adornado. Além de muitas figuras religiosas e figuras de guerreiros defendendo e sustentando a sua base.

A tarde, pegue uma das balsas que fazem a travessia do Chao Phraya até o píer Ratchawongse e desembarque na Chinatown de Bangkok.  A Chinatown é o reduto da comunidade chinesa em Bangkok e em várias cidades do mundo onde existe uma grande comunidade, ela é chamada de Chinatown.

Chinatown

E o que esperar do bairro? Muito, mas muito comércio de rua, lojas com aqueles produtos naturais e estranhos muito consumidos por eles, comida de rua, bugigangas, xing-lings e um trânsito extremamente caótico.

Mas a melhor surpresa vem andando um pouco mas até o Wat Traimit, o templo que abriga o Buda de Ouro (Phra Maha Suwan Phuttha Patimakon em tailandês), não é um dos maiores templos da cidade, mas é muito bonito. Mas o que mais impressiona é a imagem de Buda de mais de 3 metros de altura e feita com mais de 5 toneladas de ouro, sim, ouro!

Olha que coisa linda

Leia mais


Wat Arun

O Wat Arun é conhecido como templo do amanhecer, pois o Rei Taksin viu um amanhecer lá e ficou encantado com o visual. É um dos mais antigos e acabou de passar por uma enorme restauração. Leia mais

 

Chinatown e Templo do Buda de Ouro

Toda a peculiaridade do bairro chinês de Bangkok de um lado e o tradicionalismo de um dos templos mais importantes da Tailândia do outro lado. É a combinação de Chinatown com o Templo do Buda de Ouro. Leia mais

 


Dia 3

Depois de dois dicas focados na região do Grand Palace, no terceiro dia contrate um tour para visitar o Mercado Flutuante de Damnoen Saduek e o Mercado do Trem de Maeklong, aquele mercado montado nos trilhos de uma ferrovia.

Mercado Flutuante

Mercado Flutuante

O tour é bem barato, custa em média 400 Baths , uns 40 reais e sai bem cedo de Bangkok. As vans pegam os passageiros nos hotéis e os levam de volta no fim do passeio. É a maneira mais prática de conhecer esses lugares.

OMercado Flutuante de Damnoen Saduek é o mais famoso da Tailândia. São dezenas de barraquinhas e barquinhos ao longo de alguns canais vendendo todo tipo de comida típica, artesanato e aquelas quinquilharia que fazem a felicidade da turistada.

Mercado do Trem

Mercado do Trem

Dali o tour parte para Maeklong, onde acontece o Mercado do Trem de Maeklong, e na hora marcada todo mundo sai correndo, levanta as tendas e deixa o trem passar.

Leia mais


Mercado Flutuante

O Mercado Flutuante de Damnoen Saduak é o mais antigo e tradicional da Tailândia com mais de 100 anos de idade. Hoje é um lugar totalmente turístico, os locais não fazem compras lá, mas mesmo assim é uma experiência que vale a pena. Leia mais

 

Mercado do trem

Nos arredores de Bangkok fica o inusitado Mercado do Trem de Maeklong, uma feira montada diariamente nos trilhos da ferrovia e que em diversos momentos do dia o trem obriga os feirantes, clientes e turistas a correrem dos trilhos antes da composição passar. Leia mais


Dia 4

No quarto dia eu recomendo mais uma saidinha de Bangkok, mas dessa vez é para visitar Ayutthaya. A cidade foi capital do Reino do Sião, hoje Tailândia e Patrimônio Mundial da Humanidade da Unesco. Fica localizada a aproximadamente 80 quilômetros ao norte de Bangkok e foi fundada em 1350.

Ayutthaya

Budas com as cabeças decepadas

A prosperidade de Ayutthaya foi abalada quando em 1767 ela foi atacada e parcialmente destruída pelo Exército da Birmânia (hoje Mianmar), e as marcas continuam lá, com templos em ruínas e muitos Budas com a cabeça decepada. Após os ataques, a capital do reino foi transferida para Bangkok, onde permanece até hoje.

A cabeça de buda envolvida pelas raízes de uma árvore é uma das imagens mais famosas da Tailândia

A cidade tem centenas de templos, o ideal é passar pelo menos dois dias lá, mas o que a maioria das pessoas fazem é um bate-volta desde Bangkok. Eu já escrevi um roteiro completo com todos os lugares que valem a pena serem visitados em Ayutthaya, leia aqui.

Leia mais


Como chegar a Ayutthaya

Ayutthaya fica ao norte de Bangkok, para chegar até lá existem ônibus, vans, tours e trem. Eu acho que a maneira mais bacana e incrivelmente barata é indo de trem. Foi o que eu fiz e recomendo. Leia mais

 

Roteiro completo em Ayutthaya

Confira o meu roteiro completo para uma viagem de bate-volta até Ayutthaya, dicas com os melhores templos, e como se locomover pela cidade. Leia mais

 


Dia 5

Caso você tenha um quinto dia disponível em Bangkok, recomendo visitar lugares como o Templo Golden Mount, que fica pertinho da região da Khao San Road e Grand Palace. Depois você pode pegar um barco no píer ao lado do templo por 9 bahts e visitar a Jim Thompson House. Uma casa museu super importante na Tailândia.

Templo Golden Mount

Templo Golden Mount

Ou depois do Golden Mount você pode pegar um Tuk-Tuk por 150 Bahts e visitar o sensacional Templo de Mármore (Wat Benchamabophit). O templo foi desenhado por um grupo de arquitetos italianos, que agregaram ao projeto elementos mais comuns no ocidente, como vitrais, fazendo uma combinação perfeita com a arquitetura clássica usada em templos budistas.

Templo de Mármore

Como o nome diz, ele é inteiro de Mármore de Carrara e foram toneladas e mais toneladas de mármore que vieram da região da Toscana, na Itália. Eu fico imaginando como eles trouxeram tanto mármore desde a Itália até o outro lado do mundo naquela época.

Vou deixar os posts sobre esses lugares aqui embaixo, além de outras sugestões de passeios e lugares para visitar.


Mais lugares para visitar em Bangkok


Golden Mount

Jim Thompson House

Templo de Mármore

 

Passeio de Barco

Suan Pakkad

Chatuchack Market


Roteiro alternativo em Bangkok


Que tal conhecer Bangkok de uma forma diferente? Confiram o meu roteiro de barco passando pelos principais pontos turísticos da cidade, de maneira rápida, confortável e fugindo do trânsito. Uma forma barata de conhecer a cidade e ainda navegar pelas águas do Rio Chao Phraya.

Clique aqui

O melhor de Bangkok

O roteiro de barco passa pelas principais atrações de Bangkok


Não deixe de ler estes posts


Quanto custa viajar para a Tailândia

Existe uma lenda de que tudo na Tailândia é muito barato, mesmo com o real desvalorizado, ainda é muito barato viajar pela Tailândia. Eu explico melhor nesse post. Leia mais

 

Qual é a melhor época do ano

Saber escolher quando visitar o país pode determinar o sucesso ou fracasso da sua viagem. A razão? As temidas monções asiáticas que atingem a região anualmente. Leia mais

 

Onde se hospedar em Bangkok

Onde se hospedar? No centro, bairros tradicionais ou próximo aos templos mais conhecidos? Escolher onde ficar em Bangkok é fundamental para uma boa experiência na cidade. Leia mais

 

Como usar o metrô de Bangkok

Eu escrevi um post que é praticamente um guia completo para você entender o metrô de Bangkok e como usar o sistema. Leia mais

 

Internet na Tailândia

Vale a pena comprar um chip na Tailândia? E o mais importante, como comprar um chip de internet em Bangkok. A boa notícia é que isso é mais fácil do que você imagina e a internet é excepcional. Leia mais

 

Perigos e golpes na Tailândia

Apesar da Tailândia ser um pequeno paraíso no Sudeste Asiático, não estamos falando de um país perfeito e perigos e golpes existem aqui, assim como em qualquer outro lugar do mundo. Leia mais

 

Songkran, o ano novo tailandês

Diferente de muitos lugares do mundo, o feriado de ano novo na Tailândia, chamado de Songkran, acontece em abril e dura 3 dias. Saiba mais para você se programar. Leia mais

 

8 experiências para você ter em Bangkok

Bangkok é uma cidade cheia de surpresas, em um primeiro momento algumas coisas chocam, mas existem algumas experiências únicas que você só tem aqui. Leia mais

 

8 dicas para sobreviver ao calor

Bangkok é conhecida por ser um lugar muito quente e esta é uma das minhas maiores dificuldades morando aqui, mas eu tenho 8 dicas que podem te ajudar. Leia mais

 


Planejando a sua viagem


 

icon1

Chegando em Bangkok

Como é a imigração em Bangkok, visto e controle de saúde. Além de dicas para quem chega a cidade por um dos dois aeroportos e como chegar ao centro.

 

icon2

Que moeda levar

Dólar, Euro, Libras ou outra moeda? Vale a pena usar o cartão de crédito? Qual é a melhor opção para levar para a Tailândia?

 

icon3

Como se locomover

Qual a melhor maneira de andar por Bangkok? Taxi, metrô, ônibus, trem ou barco? Ah, não esquecendo os tuk-tuks.

 

15

Leia antes de viajar

Uma lista pequenos avisos e valiosos conselhos que você precisa saber antes de ir para Bangkok.

 

 


Procurando hospedagem em Bangkok?


Eu escrevi um post  mapeando as melhores áreas para se hospedar em Bangkok:

Onde se hospedar em Bangkok

Mas você pode também ver a nossa lista completa de sugestões no Booking.com. Reservando um hotel pelo Booking, você ajuda o blog e não paga nada a mais por isso. Clique aqui



Booking.com


Seguro viagem


O seguro viagem é obrigatório para visitar a Tailândia e diversos países vizinhos. Além de ser algo altamente recomendável, especialmente nesta parte do mundo.

Faça o seu aqui com desconto exclusivo do blog.


Reserve um passeio em Bangkok



Baixe o nosso Guia de Bangkok


Baixe aqui o nosso guia exclusivo de Buenos Aires em PDF para ler no celular, tablet ou computador.

banner_site


Sigam o Vou na Janela no Facebook e no Instagram


 


mm

Fabricio Moura

Meu nome é Fabricio, moro em São Paulo, sou designer e apaixonado pelo mundo. Descobri que viajar é se perder e se encontrar. Se conhecer melhor e se amar mais. Acumular histórias e experiências. Vamos?

13 Comentários

  • Responder julho 31, 2016

    MARCELO LEMOS

    Fabricio,
    voce chegou a ir no Mercado Chatuchak?

    • mm
      Responder julho 31, 2016

      Fabricio Moura

      Fui sim, é legal mas nada espetacular. Chegar lá é bem fácil, tem metro quase na porta.

  • Responder dezembro 12, 2016

    Deborah Hodara

    Oi Fabricio!
    Adorei seu blog. Muito informativo e gostoso de ler. Tbm super bem ilustrado.

    Só teremos 3 noites em Bangkok, sendo q a primeira é o dia q chegamos do Brasil.
    Vc recomenda o show Siam Niramit, ou vc nem foi pq acha q é uma gde roubada.

    Obrigada pela ajuda!

    • mm
      Responder dezembro 13, 2016

      Fabricio Moura

      Oi Deborah, tudo bem? Obrigado pela mensagem. Eu até pensei e ir, mas na época pra todos os tailandeses que eu perguntava (e alguns gringos também) eles disseram que não vale a pena, que era armadilha pra turista, que rola uns golpes, etc. Aí eu desisti

  • Responder setembro 18, 2018

    Luiza Cristina Cardoso

    Oi Fabrício!
    Excelente seu post, muito detalhado e com dicas muito boas e bem explicadas.
    Quero muito conhecer a Tailândia um dia!

    • mm
      Responder setembro 18, 2018

      Fabricio Moura

      Obrigado, Luiza! É um país incrível e morar aqui tem sido muito especial.

  • Responder setembro 18, 2018

    MARCIO VITAL VALENÇA

    Bangkok é um destino maravilhoso na Ásia. Estivemos por lá e fizemos todas essas atrações. Realmente é deslumbrante.

  • Nossa, o guia mais completo que já vi… E escrito por um morador, melhor e mais confiável ainda!

    • mm
      Responder setembro 19, 2018

      Fabricio Moura

      Obrigado, Adriana =) Foi um longo trabalho, mas eu acho que ficou bom.

  • Responder setembro 18, 2018

    Jair Prandi

    Pelo que deu para ver, realmente uma cidade fascinante e cheia de possibilidades!
    Acho muito interessante estes mercados flutuantes! E o da linha do trem, então, incrível!

    • mm
      Responder setembro 19, 2018

      Fabricio Moura

      É sim, Jair, uma cidade em que sempre tem algo para ver, para fazer. Além de ser a porta de entrada para lugares incríveis.

  • Responder setembro 23, 2018

    Michela Borges Nunes

    Um lugar diferente de tudo o que já vi até hoje. Por isso tenho muita vontade de conhecer. Adorei as dicas, as cores das fotos, cada detalhe do post. E um dos lugares que mais me chama atenção é o mercado flutuante. Tenho loucura por conhecer.

    • mm
      Responder setembro 23, 2018

      Fabricio Moura

      Bangkok é realmente incrível, o Mercado Flutuante é muito bacana, muito diferente do que nós estamos acostumados. Obrigado pela mensagem!

Deixe uma resposta

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.